A Lei de Murphy não falha. Justo no dia que você precisa chegar o quanto antes possível no seu destino, quase que como uma obra divina, você pega todos os sinais vermelhos possíveis. Tal obra do acaso (ou das forças ocultas que nunca sabemos quando estão nos cercando) nunca te fez imaginar na hipótese de poder controlar os semáforos, de acordo com a sua necessidade e pressa? Pois bem, no futuro, isso pode ser possível.

Uma equipe de pesquisadores da Universidade de Southampton anunciou que eles estão trabalhando no desenvolvimento de semáforos com inteligência artificial, que poderão ser o início de uma nova geração de sinais de trânsito luminosos. O estudo está analisando dados de videogames e simuladores para avaliar diferentes sistemas de controle, para assim identificar o “modelo ideal” a ser adotado. O curioso é que eles chegaram a conclusão de que (se estiverem nas melhores condições), os humanos serão capazes de obter uma melhor desempenho do que os sistemas artificiais que estão disponíveis no mercado para gerenciar o tráfego.

Ainda assim, os especialistas confiam no poder de emular o foco humano com um software especial, que seria capaz de aprender as condições do tráfego, estabelecendo assim a melhor escolha para otimizar o fluxo de veículos, reduzindo o tempo de viagem dos motoristas, aumentando a economia de combustível, entre outros benefícios. O sistema poderia, por exemplo, utilizar as conexões WiFi dentro dos veículos e sistemas de posicionamento em GPS para estabelecer suas escolhas.

Dito isso, por enquanto (e antes que você comece a sonhar com isso), não há detalhes concretos sobre quando os primeiros testes no mundo real vão acontecer, de modo que a ativação dos semáforos e, por extensão, o tráfego atual seguirão sendo ineficientes por algum tempo.

Via Phys.org