Arinzine Stanley é um jovem nigeriano que consegue fazer mágica com um lápis, desenhando retratos hiper-realistas, que podem até superar os resultados de uma máquina fotográfica.

O mais incrível é que Arinze nunca teve aulas de desenho, mas se diz atraído por essa arte desde criança. Em 2012, ele começou a se dedicar a esse tipo de desenho, e desde então ele ganhou destaque.

Ele descreve o seu trabalho como resultado dos três “P”s – praticar, paciência e persistência. Cada retrato leva, em média, 200 horas para ficar pronto.

Mais imagens a seguir.

 

 

Via Arinze Stanley