androidconsola

Visto em retrospectiva, é difícil pensar que alguém na Google poderia imaginar que neste exato momento, eles seriam donos do sistema operacional mais popular da primeira metade dessa década. A expansão do Android é algo assustador, e em um mercado tão rico como o de smartphones, surpreende ver que uma única plataforma monopoliza 81% do mercado, com um crescimento de nada menos que 51,3% em relação ao ano passado.

As coisas não estão muito diferentes no segmento dos tablets. Ainda que inicialmente a plataforma da Google não obteve um bom desempenho contra a Apple, as alternativas de produtos mais acessíveis começaram a aparecer, e as coisas mudaram radicalmente de cenário. Hoje, o Android também domina o com folgas o mercado de tablets, com uma cota de mercado de 62.6%.

Por ser a plataforma preferida do universo mobile, o Android parece ter vencido a guerra contra os seus concorrentes, e provavelmente será o sistema dominante por mais alguns anos. Porém, como o pessoal de Mountain View detesta ficar parado esperando o tempo passar, fica a questão: onde o Android vai seguir crescendo, uma vez que eles já cresceram quase tudo o que podiam nos segmentos de tablets e smartphones? w

Smartwatches

49261-sony_smartwatch2

Os relógios inteligentes tentaram fazer moda durante o ano de 2013. Todos estão acompanhando muito de perto a possibilidade da Apple apresentar um gadget nesse segmento, e diante de tal possibilidade, Samsung e Sony se adiantaram, lançando os seus modelos.

Antes disso, alguns fabricantes menores apresentavam suas alternativas, e ainda que Sony e Samsung se baseiem em seu próprio firmware desenvolvido para funcionar em sincronia com o smartphone, muitos smartwatches foram concebidos para funcionar de forma completamente independente, utilizando uma versão completa do Android para cumprir tal tarefa.

Em um mercado com tanto potencial para o futuro, certamente a Google (com o Android) saberá encontrar aqui uma excelente oportunidade para expandir a participação do sistema operacional no mercado. 

Televisores

lenovo-android-tv

A Google já deu alguns passos para chegar até a sua TV, através da Google TV, que nada mais é do que uma versão modificada do Android. E muitos fabricantes de televisores aprenderam com essa experiência. Ainda que nesse momento os californianos estejam apostando muito no Chromecast, já é possível ver um número cada vez maior de lares que possuem os tais sticks Android, para tornar as suas TVs um pouco mais “smart”.

Por outro lado, alguns grandes fabricantes dos setores já carregam o Android nas suas TVs, como por exemplo a Lenovo (dona da TV da foto acima), empresa que adora colocar a plataforma da Google em todos os seus gadgets.

Consoles de Videogames

gamestick

Produtos como OUYA, M.O.J.O. ou NVIDIA Shield mostram mais do que o interesse dos usuários e desenvolvedores em explorar todo o potencial que o Android possui para os videogames. Um dos fatores fundamentais que vai determinar o sucesso do futuro da plataforma da Google nesse segmento pode ser a chegada de jogos mais maduros e completos, desligados do conceito casual que até agora domina as lojas de aplicativos.

Computadores

acer-android

Pode parecer um pouco estranho falar de um PC rodando o Android, e ainda que esses produtos não sejam uma raridade no mercado, eles também não são os produtos mais vendidos. Por outro lado, no mercado asiático, os computadores baseados no Android estão “na ordem do dia”, e por conta disso vemos fabricantes como a Acer apresentando mais e mais equipamentos com o sistema da Google.

Não são poucos os rumores que falam de uma eventual combinação do Android e do Chrome OS para os computadores, o que certamente faria da Google uma grande pedra no sapato da Microsoft.

As possibilidades são infinitas

A versatilidade e condição de código aberto que o Android possui o torna o sistema perfeito para ser adaptado e reciclado em qualquer segmento de consumo. E já vemos isso em produtos diversos, como os óculos baseados no Android e nas TVs que embarcam o sistema. Provavelmente, veremos no futuro os lares recheados de gadgets com o sistema da Google, e até em produtos que hoje não podemos imaginar. Mas que já são planejados por alguém, em algum projeto legal que será publicado em breve na Kickstarter.