samsung-upacked-Galaxy-S4

Nessa semana, vamos conhecer o novo Galaxy S IV da Samsung. O modelo promete ser o próximo objeto de desejo entre os geeks fanáticos por dispositivos móveis. Como já é uma tradição, antes de um lançamento de tal magnitude e que tem uma atenção especial de todos, os rumores a respeito de suas características e funcionalidades desse futuro smartphone são abundantes. Mas dessa vez, vamos tentar ir um pouco além fazendo um exercício de futurologia, ou pelo menos para colocar a nossa imaginação para funcionar. Ok, a Samsung não vai me ouvir, mas pelo menos deixo registrado minhas expectativas sobre o lançamento da próxima quinta-feira (14).

Desde o primeiro Galaxy S, e principalmente no lançamento do Galaxy S II, temos nesses modelos top da Samsung o primeiro rival real e imediato do iPhone no segmento dos smartphones. Os demais fabricantes lançaram produtos incríveis depois deles, e mesmo que a Samsung não tenha alcançado o smartphone da Apple em número de vendas unitárias, temos que reconhecer que a linha Galaxy S (a original) foi a única que conseguiu chegar perto em termos de atenção atraída. O Galaxy S III já é um reflexo disso, com o seu grande volume de vendas (além do sucesso da linha Galaxy Note), e é por isso que se espera muito do Galaxy S IV. Ainda mais em um momento onde a competição está acirrada, com lançamentos do porte do BlackBerry Z10, Sony Xperia Z e o iPhone 5.

A seguir, o que espero do Galaxy S IV.

Sistema operacional, interface e funções únicas

android-en-nexus

Nesse sentido, a Samsung pode (e tem por obrigação, na minha opinião) fazer mágica, e surpreender a todos. Deve apresentar mutio mais que qualquer outro smartphone Android com sua peculiar interface TouchWiz. As funções de uma interface de usuário é o que torna um dispositivo especial no mercado, que hoje está saturado de smartphoens praticamente iguais, mas de diferentes marcas.

Um rumor que cresce entre os veículos de tecnologia é que uma das características do Galaxy S IV que o tornaria diferente dos demais smartphoens seria o controle através do movimento dos olhos. Muitos podem não achar algo muito interessante (uma vez que esse recurso pode elevar o consumo de bateria), mas é um atrativo peculiar e exclusivo do modelo top da Samsung, e as pessoas gostam disso.

Outras funções exclusivas que não são descartadas são (talvez) um aplicativo de câmera que explore o potencial da câmera nativa do Android, além da adição de novas características exclusivas do sistema, como uma TouchWiz melhorada.

Aliás, a interface TouchWiz é um problema que a Samsung precisa administrar melhor. Ter tal capa personalizada na interface do Android pode atrasar o envio de atualizações do sistema operacional para os dispositivos que não pertencem à família Nexus (que é totalmente controlada pelo Google). Assim que esperaria ver não só para o Galaxy S IV, mas para qualquer dispositivo da Samsung, uma maior velocidade nas atualizações. É inadmissível você comprar um smartphone caro como o Galaxy S III, e ele ainda ficar desatualizado em seu software, e por vários meses depois de uma nova versão ser apresentada ao mundo.

Um hardware melhor (mas sem exageros)

gaalxy-s-iii

A Samsung sempre disse: “temos o processador com mais núcleos, a maior memória RAM, a tela de maior tamanho, a bateria de maior capacidade, a maior capacidade de armazenamento, a câmera com mais megapixels…” Ok, entendemos. Mas não precisa ser tudo desse jeito!

Falar de um smartphone com mais de 2 GB de RAM ainda é um absurdo, pelo menos por enquanto. Por que? Porque é desnecessário. Ninguém precisa de tanto potencial em seu smartphone. Nesse caso, basta a Samsung apresentar especificações realmente excelentes o suficiente para oferecer uma experiência de uso impecável para o usuário. Ainda não sabemos se o Galaxy S IV vai contar com o novo processador Exynos 5 Octa (muitos rumores afirmam que sim) ou um dos modelos Qualcomm Snapdragon 600 e 800. Seja como for, esse smartphone vai voar nas nossas mãos.

Mas muito além de um processador potente, gostaria de ver uma boa GPU nesse smartphone, de preferência uma PowerVR. Essa seria uma adição muito interessante ao S IV, e ajudaria a compor melhor um conjunto de hardware que promete ser muito poderoso.

Samsung-Exynos

Ao incorporar aquela que é considerada a melhor GPU do mercado (no momento), a experiência gráfica nos jogos seria algo simplesmente maravilhoso. Porém, nada disso vai valer a pena se ele não tiver uma boa tela. Bom, nesse caso, se o Galaxy S IV contar com uma tela de 5 polegadas, está de bom tamanho. Falo isso porque todos os rumores apontam para uma tela de 4.99 polegadas do novo smartphone, com uma resolução Full HD e uma densidade de pixels de 441 ppp.

Outro detalhe importante é o design do dispositivo, que poderia ser melhorado, mais polido. O Galaxy S III não é tão bonito assim, ainda mais contando com um acabamento de plástico. Isso deixa a desejar em um smartphone que custa quase R$ 2 mil.

samsung-galaxy-s-iii

Eu sei que o design dos primeiros dois membros da linha “S” trouxeram “alguns problemas legais” para a Samsung, e por causa disso, eles modificaram de forma radical e abrupta o seu design. Mas, convenhamos: basta ver as últimas versões das Smart TVs da Samsung que podemos confiar que eles podem fazer algo melhor do que o que temos hoje. O problema é que, baseado no que vimos no Galaxy Note 8, não podemos ficar muito esperançosos com mudanças drásticas no design do Galaxy S IV.

Conclusão

Eu espero ser surpreendido pela Samsung em 14 de março. Ter a mesma impressão positiva na ocasião do anúncio do Galaxy S II. Ele foi o ponto de mudança da disputa entre os dispositivos móveis, e espero que o Galaxy S IV repita esse momento. Uma combinação poderosa de design atraente, um software com recursos únicos e os melhores componentes de hardware que eu possa encontrar em um smartphone podem colocar o Galaxy S IV na lista de um dos melhores smartphones do ano. Afinal de contas, é impossível tal combinação dar errado. Isso deu certo para uma certa empresa de Cupertino (que você sabe qual é) nos últimos cinco anos, mas se existe uma fabricante que pode fazer mais e melhor no segmento de smartphones, essa empresa é a Samsung.