Tudo bem, já era de se esperar que quase não veríamos smartphones na CES 2017. Mas me surpreende positivamente a quantidade de notebooks apresentados na feira de Las Vegas nessa semana.

Me surpreende… positivamente, é claro.

Confesso que não esperava ver tantos lançamentos dentro de um mesmo segmento. Para um setor onde muitos afirmavam que estava morto e enterrado, a quantidade de produtos anunciados pelos grandes fabricantes é algo surpreendente.

E não falo de produtos presentes apenas nos segmentos considerados “de nicho”, como é o caso dos gamers, ou dentro da proposta conversível (notebook + tablet), que é o que dá uma sobrevida ao mercado de PCs.

Falo também de produtos tradicionais, que apostam no ultrafino combinado com a longa autonomia de bateria para seduzir o usuário.

E, pelo menos a este que aqui vos fala, alguns fabricantes conseguiram seduzir e muito!

 

 

 

O LG Gram é um exemplo do que eu estou falando.

Esse notebook pesa menos de um quilo e oferece até 24 horas de autonomia de bateria. Isso antes era considerado algo impossível. Hoje, não só é real como é algo que quero para mim o quanto antes.

 

 

 

A ASUS foi outra que apostou na baixa espessura, com o ASUS ZenBook 3 Deluxe.

Uma das líderes do mercado global de notebooks deixou há tempos o rótulo de ser uma empresa que levantava dúvidas sobre sua qualidade e design, e apresenta produtos com um resultado final mais que atraente, além de especificações e características que não invejam nenhum outro grande fabricante do setor.

 

 

Obviamente, a maioria dos produtos apresentados na CES 2017 são notebook conversíveis. E todos querem ser Surface. Não é mesmo, Lenovo Miix 720?

Se bem que este tablet conversível é um dos mai completos disponíveis na feira de Las Vegas, e levanta dúvidas se realmente precisamos esperar pela nova versão do tablet da Microsoft.

 

 

O HP Spectre x360 2017 não é um tablet conversível (já que possui uma tela de 15 polegadas), mas sua tela touch compatível com lápis ótico aumenta a capacidade de interação do produto.

Essa é outra tendência de mercado mais que consolidada. Quem tem um notebook hoje quer que o produto seja o mais versátil possível para diferentes finalidades.

 

 

O Dell XPS 13 conversível já é considerado por muitos o melhor ultrabook conversível do mercado.

Traz a chancela de qualidade comprovada da marca, além de todos os aspectos técnicos que os modelos anteriores já entregavam aos seus usuários.

 

 

O HP EliteBook x360 2017 é a aposta da HP dentro dos modelos 2 em 1.

Bonito, versátil, potente… é tudo o que os usuários de notebooks conversíveis pedem hoje quando buscam esse tipo de produto.

 

 

A CES 2017 está tão surpreendente no quesito notebooks, que até a Samsung decidiu diversificar, e lançou a sua linha de portáteis para games, a Samsung Odyssey.

Para quem dizia que os sul-coreanos estavam desistindo do mercado de PCs, essa é a resposta que não é bem assim. Quem sabe apenas uma mudança de foco. Aliás, reforçando o foco para o mercado gamer, que é alvo de investimento da Samsung a algum tempo.

 

 

Por último, mas não menos importante, temos esse monstrinho da Acer, que tem preço inicial sugerido de US$ 9.999. É para poucos: para os gamers mais radicais.

 

Como podem ver, a CES 2017 está recheada de lançamentos de notebooks. De novo: para um segmento que foi dado como morto e enterrado, os fabricantes mostram que ainda investem seus esforços em produtos com atrativos dos mais diversos, buscando seduzir diferentes fatias de mercado.

Isso é ótimo. É sinal que esse segmento de mercado ainda tem alguma lenha para queimar.