Ainda com o e-commerce pouco desenvolvido em relação à Europa e Ásia, o Brasil tem registrado aumento considerável de consumidores que optam por comprar telefones celulares via internet.

De acordo com dados apurados pela Kantar Worldpanel, 12,6% dos aparelhos vendidos no último trimestre de 2016 foram adquiridos online. No mesmo período do ano anterior, o índice foi de 7,3%. Já em 2014, alcançou 5,6%.

Não por acaso, os aparelhos eletrônicos estão no topo dos itens mais comercializados entre aqueles que fazem negócios na rede (48%). Em segundo lugar aparecem roupa e calçados (38%), eletrodomésticos (31%), viagens e entretenimento (ambos com 24%), brinquedos (23%) e mobília (19%). Já entre os bens de grande consumo, cuidado pessoal surge no topo (16%), seguido por alimentos (6%) e itens de limpeza (5%).

Ainda segundo o estudo da Kantar Worldpanel, que analisou os últimos seis meses de 2016, 66% dos brasileiros mantinham as compras offline, principalmente porque preferem ver o produto antes de adquiri-lo. A desconfiança de compartilhar dados bancários online e o desconhecimento também aparecem entre as razões apontadas para não abandonar a experiência tradicional.