Por que não fizeram isso antes? De qualquer modo, a empresa japonesa Asahi Kasei desenvolveu cabos de dados elásticos o suficiente para funcionar com robôs humanoides, e graças à sua experiência com o elastano, um material utilizado em malhas e calções esportivos, descobriram que a pele humana tem um fator de elasticidade de 1.5. Com essa informação, eles desenvolveram de um cabo que tivesse uma elasticidade semelhante para os robôs. Em breve, deveremos ter os primeiros cabos USB elásticos comercializados. Graças aos robôs humanoides.



via Asahi Kasei