Uma contrabandista de smartphones foi presa em Shenzhen enquanto tentava entrar com 102 iPhones no mercado chinês.

Detalhe: ela levava todos presos ao seu corpo, abaixo do peito e nas costas. Isso fez com que ela tivesse que usar mais roupas do que o apropriado para o calor que fazia, o que levantou suspeitas dos agentes no aeroporto. Isso, e calombos volumosos em suas finas pernas e braços.

 

 

Além dos smartphones, ela levava colada ao seu corpo 15 relógios de luxo, e todo o material combinado pesava 20 quilos a mais na mulher.

Não foi um fato inédito. Em 2015, prenderam um homem que tentou entrar com 94 iPhones presos no seu corpo presos a anéis ao redor do seu corpo, com bolsas de plástico e fita adesiva.

 

 

A Apple já vende o iPhone a algum tempo na China, mas luta contra o contrabando, que não dá sinais de diminuir. No país, o smartphone da Apple custa até 30% a mais por conta dos diversos impostos e custos adicionais, deixando o mercado ilegal algo atraente para todos os envolvidos.

 

Via The Verge