Aproveito que o assunto ainda está quente para escrever esse post. Aproveito que as vozes ainda estão no meu ouvido, pois elas vão me ajudar a processar melhor as ideias. Essa foi minha quarta Campus Party Brasil de seis edições realizadas em São Paulo, e posso muito bem me colocar no papel de “observador”. E vou colocar aqui nesse post as minhas reflexões sobre a edição 2013 do evento.

Para começar, foi muito bom viajar até São Paulo mais uma vez. Eu precisava. Pela minha mente, para florescer novas ideias, reencontrar amigos, encontrar alguns leitores, fortalecer parcerias, criar novas… a Campus Paty Brasil 2013, nesse sentido, foi uma boa higiene mental, e falo isso de uma forma muito positiva. Acho que todos que moram em locais distantes, que só se comunicam pela internet a maior parte do tempo, deve fazer isso. Afinal de contas, é uma vez por ano, passa rápido, e mesmo que seja para ficar durante um final de semana, vale a pena pelo contato social.

Eu não tenho mais pique para cobrir a Campus Party durante uma semana por completo. Cheguei na quinta-feira, e vou embora no domingo. E não apenas porque quero ver o Super Bowl em alta definição, em casa. Mas porque também tenho outros compromissos relacionados ao TargetHD que me impedem que eu vá para São Paulo antes. Aliás, os blogs fizeram com que o meu tempo ficasse mais reduzido, e não tenho mais tanto tempo livre, mesmo me programando, para poder dispensar alguns trabalhos que exerço em minha cidade. E agradeço à Campus Party por isso, uma vez que os eventos anteriores ajudaram a divulgar minhas marcas na web.

Uma coisa que posso dizer de forma aberta: a Campus Party Brasil 2013 apresentou melhoras, que foram visíveis. Também apresentou problemas, o que já era esperado de um evento desse porte. Mas fico feliz que, pelo menos dessa vez, eu posso dizer que os acertos foram maiores que os erros. Exemplos? Mais espaço para os campuseiros circularem (apesar da nítida impressão que o número de campuseiros era menor), áreas para palestras com uma melhor distribuição, ÁGUA POTÁVEL (aqui eu não vou elogiar: é obrigação dos organizadores do evento fornecerem água de graça), sem quedas de energia, sem interferência das chuvas, um catering (alimentação) de boa qualidade e com opções com preço justo (exceto é claro a visita dos ratos na praça de alimentação, mas são os moradores tradicionais do Anhembi, então…), e uma conexão que, mesmo com alguns pontos sem internet, não teve quedas drásticas.

Mesmo assim… eu não acho que a Campus Party Brasil vale R$ 300,00. Mesmo com nome de porte como Norman Bushnell e Buzz Aldrin, o evento é caro demais para o que efetivamente oferece. O fato da organização argumentar que as condições melhoraram porque eles cobraram a mais não cola. É OBRIGAÇÃO dos organizadores oferecerem um bom serviço, pelo simples fato que as pessoas pagam por isso. Ok, o espaço foi maior, o conforto foi maior, a alimentação melhorou, água de graça para todo mundo… mas tinha uma propaganda gigante do Submarino na Área Expo, o stand da Intel era monstruoso, a Microsoft colocou muita grana no projeto, e a Telefônica/Vivo pois muita grana nisso daí. Isso, sem falar que eu sei de fontes seguras (porém, anônimas) que alguns expositores pagaram entre R$ 160 mil e R$ 300 mil para montarem stands no evento (cotas iniciais). Patrocinadores não faltaram. Dinheiro de espaço vendido, também não. Logo, o preço elevado não se justifica.

De qualquer forma, a Campus Party Brasil 2013 entra na lista de uma das melhores. Para mim, que veio com o objetivo de reencontrar os amigos, ver pessoas que só converso pelo Skype, e registrar algumas ideias interessantes que por lá pintaram, valeu a pena. Pretendo vir para cá em 2014 (ou talvez ir para outro estado, caso a CP resolva buscar outros ares… o que eu acho difícil, por enquanto) para repetir a experiência de ver e rever pessoas. Como disse antes, não tenho mais pique para uma semana inteira de evento. Mas isso não me impede que eu volte a visitar o evento de forma breve.

Até porque conversar com amigos ainda é mais importante que uma internet rápida nesses momentos únicos.