óculos

 

Fim dos exames de vista e trocas de graus de óculos de tempos em tempos.

Um novo projeto da Universidade de Utah resultou em um protótipo de óculos eletrônicos com foco automático, o que pode deixar obsoletas as lentes progressivas ou bifocais.

Os segredo está nos seus componentes eletrônicos, que oferecem a possibilidade de ter medidores de distância infravermelhos que centram automaticamente no que o usuário está olhando, focando nessa área.

A Deep Optics criou uma solução de autofoco através de uma lente transparente de cristal líquido, onde os cientistas adicionaram glicerina para um auto-ajuste. A parte eletrônica está na borda do protótipo, concebida assim apenas para testar o sistema.

 

 

Dentro da armação temos um medidor de distância infravermelho (semelhante ao presente no ASUS Zenfone 3), que é alimentado por uma bateria. Quando a pessoa olha para alguma coisa, o medidor calcula a distância, e envia um sinal para o mecanismo da membrana traseira, que muda o foco de um objeto para outro em apenas 14 milissegundos.

Na teoria, independente da mudança de grau, podemos manter os mesmos óculos para sempre, exceto é claro quando perdemos ou queremos mudar o modelo da armação.

Esse tipo de dispositivo deve ser carregado constantemente, e seu protótipo foi apresentado na última CES 2017. Seus criadores esperam ter um produto comercial em três anos. O próximo passo é oferecer uma armação menor e mais leve.

 

Via Universidad de Utah