Em 2004, o sueco Kaj Linna foi preso por cometer um roubo seguido de um assassinato em uma granja ao norte da Suécia. O irmão do assassino acreditava reconhecer a voz do atacante, se identificou para uma pessoa, mas finalmente acabou resultando em uma investigação que apontou para Linna, que foi acusado por falta de provas forenses para sua inocência.

Linna sempre afirmou ser inocente, e isso chamou a atenção dos jornalistas Anton Berg e Martin Johnson, apresentadores do podcast Spar, que decidiram investigar o caso.

Eles conseguiram uma entrevista com a testemunha que colaborou com a condenação de Linna, com a casualidade de que, durante as perguntas, uma das respostas ofereceu informações que contradiziam com o testemunho dado anos antes.

Logo, Linna não teve dúvidas em utilizar a gravação da entrevista para apelar sobre a sentença. Ele conseguiu um novo julgamento, e a mudança de sua condenação. Ele passou 13 anos na cadeia.

O Spar é mais um exemplo de sucesso dos documentários sobre casos de crimes reais, bem no estilo da série Making a Murder ou outro famoso podcast especializado em estudar casos, o Serial.

 

Via BBC