828804486693192998

Você já deve conhecer as estratégias mais comuns para economizar dinheiro, como reservar sempre uma parte do seu salário, não sair de um orçamento previamente estabelecido, planejar suas compras, entre outras. Porém, além disso tudo, existe alguns truques psicológicos bem simples, que podem te ajudar a economizar ainda mais. Nesse post, você confere 10 das mais eficientes dicas.

 

10. Imagine que você já é um idoso, para economizar mais para a sua aposentadoria

828804486942788134

Muitos de nós não economizamos para a nossa aposentadoria, talvez porque para muitos ela ainda está distante. Porém, vários estudos demonstram que uma forma simples de economizar é imaginar hoje como será a nossa vida daqui a algumas décadas, prevendo gastos com planos de saúde, viagens anuais, pequenos luxos e grandes necessidades financeiras típicas da turma da melhor idade.

 

9. Faça um espaço para o seu cartão de crédito, com uma foto da sua esposa/filhos, e o número dos seus limites financeiros

828804487088343334

É algo parecido a colocar uma foto de motivação na geladeira enquanto se faz dieta, ou sobre sua mesa de trabalho para ser mais produtivo. Esse truque é uma dica do Simple Dollar, e tem como objetivo te lembrar quais são os seus limites financeiros a cada vez que abrir a carteira para pegar o cartão de crédito.

 

8. Masque chiclete e use fones de ouvido durante as compras no supermercado

828804487410654758

Essa tática eu pratico regularmente. Chicletes e fones de ouvido estão relacionados com economia, sim senhor! Lojas, supermercados e hipermercados querem que você compre mais e mais. Mascar um chiclete durante as compras pode “enganar” o seu cérebro, pois uma vez que você está mastigando o tempo todo, você não tem a necessidade de receber comida por mais algumas horas. Aliás, um conselho: nunca faça compras no supermercado com fome. A tendência é que você vai comprar mais comida que o necessário.

Sobre os fones de ouvido, além de evitar que você ouça músicas horrorosas da playlist do estabelecimento, você também se isola de trilhas sonoras estrategicamente montadas para que você relaxe, o que faz com que você fique mais tempo no local e, por tabela, gaste mais.

 

7. Converta o preço do produto em quantas horas (ou dias) de trabalho você precisa para pagá-lo

É um truque bem eficiente para cortar gastos desnecessários. Pense quanto tempo você precisa trabalhar para conseguir o dinheiro que um determinado produto custa. Um smartphone por R$ 700 parece ser um preço aceitável, mas para muitos, equivale a um mês inteiro de trabalho (ou quase um salário mínimo). Mesmo que o cartão de crédito faça o trabalho sujo, é uma perspectiva que pode criar um pequeno “bloqueio” na impulsividade de sair gastando.

 

6. Adote um “mantra” para descrever os hábitos de gasto que você persegue

828804488020400934

Estabelecer uma série de regras sobre como você quer gastar o seu dinheiro e transformar tudo isso em uma frase (ou “mantra”) que descreve a sua forma de pensar. Por exemplo, “só compro roupa quando está em promoção” pode ser uma grande frase que te ajuda a transformar em um hábito na sua vida. E muito mais recomendável para quem quer economizar do que “me permito a um pequeno capricho de vez em quando”.

 

5. Não tente economizar muito dinheiro agora. Se comprometa a economizar mais no futuro

Soa até contraditório com o objetivo de economizar mais, mas a chave da economia está no momento. Algumas pesquisas sugerem que aumentar aos poucos e progressivamente a quantidade de dinheiro que você vai economizar é mais eficiente que tentar economizar muito desde o começo. Por exemplo, [e melhor economizar grande parte de seus próximos ganhos do que tentar economizar muito dinheiro a cada mês. Até porque muito provavelmente a maior parte do seu dinheiro hoje já está comprometida com suas contas atuais.

 

4. Mude a forma como você pensa sobre o dinheiro e as quantidades

828804488688084262

Uma nota de R$ 50 é igual a uma nota de US$ 5, mas psicologicamente pode nos custar mais utilizar uma nota de R$ 50 quando compramos algo de pouco valor. Uma forma de economizar é tentar levar sempre na carteira mais notas de maior valor do que de menor valor. Além disso, crie uma regra onde moedas de R$ 1, R$ 0,50 R$ 0.25 e notas de R$ 2 e R$ 5 podem ir para um “fundo de reserva” automático na sua casa.

 

3. Reduza as compras compulsivas com alguns truques

Se controlar para evitar as tentações nem sempre é algo possível. Mas você pode aplicar alguns truques para não se deixar levar tanto pelas compras compulsivas. Por exemplo, nunca utilize a função de auto-completar os seus dados de pagamento nos e-commerces, pergunte para você mesmo antes de comprar o que você iria preferir se um estranho te presenteasse – o produto, ou o valor do produto em dinheiro -, pense durante várias semanas (ou até um mês) se você realmente precisa daquele produto antes de comprar, e utilize um cartão de crédito ou débito pré-pago para estar sempre ciente dos seus recursos financeiros.

 

2. Torne o hábito de economizar algo divertido

828825279926206383

É difícil, mas é possível. Hoje, muitos aplicativos e serviços web não só nos ajudam a gerenciar nossas contas, mas também fazem isso como se fosse um jogo. Ferramentas como SaveUp ou SmartyPig transformam o ato de economizar dinheiro como um desafio que você precisa superar. Algo semelhante aos quantificadores de atividade diária, mas em dinheiro. Se a gamificação não é a sua praia, outros apps como o Fintonic ao menos te ajudam a gerenciar melhor suas economias.

 

1. Entenda como a sua mente funciona

É uma dica que pode se aplicar a outros aspectos da nossa vida, e também no quesito economia. Quanto mais você se conhecer, identificando suas fraquezas na hora de comprar, melhor poderá parar para pensar em como combater essas fraquezas, e principalmente, em como controlar a si mesmo (e a irresistível tentação de tirar o cartão de crédito da carteira).