iPhone x

Provavelmente eu estou em mais um episódio da série “a Humanidade nunca fica contente com nada”. Por outro lado, eu preciso respeitar o direito das pessoas que pagam em reclamar sobre os produtos adquiridos. Especialmente quando eles custam uma fortuna.

Fato é que o design do iPhone X divide opiniões. Há quem ame. Há quem odeie. E a primeira coisa que devemos deixar bem claro é que esse smartphone está bem longe de ser o primeiro da história a contar com uma frontal 100% composta de tela. Aquela monocelha na parte superior impede que o dispositivo receba esse título.

Mas, antes de entrar nesse tema, é importante deixar claro uma coisa. Em nenhum momento estou dizendo que o iPhone X é feio. Pelo contrário: é bonito pra caramba. Eu gostaria de ter um smartphone assim!

A combinação de aço inoxidável e vidro oferecem um acabamento premium ao smartphone, o que o deixa muito atraente e diferente da maioria dos dispositivos existentes no mercado.

Porém… não é um design perfeito.

A monocelha na parte superior é objeto de fortes críticas. É importante entender que ela se faz necessária para receber os sensores e a câmera frontal, elementos essenciais para o funcionamento correto (naquelas…) do Face ID.

Por outro lado, muitos gostariam que ela fosse apenas uma franja negra que cobrisse toda a parte superior do iPhone X, algo que Samsung e LG fizeram nos seus mais recentes smartphones top de linha.

Há alguns placebos que aliviam as coisas para os mais neurastênicos. Por exemplo, o aplicativo Notch Remover coloca uma faixa em preto na altura onde está a tal franja, vendendo assim a ilusão de que o design do smartphone agora está uniforme.

Leia também:  NichePhone-S, um smartphone Android minimalista

Já outros usuários simplesmente se recusam a pagar US$ 0,99 por um aplicativo que faz isso, e opta pelos papeis de parede que “escondem” a monocelha, com uma parte superior em negro.

É evidente que eu não testei o iPhone X, e só poderia ter uma opinião mais precisa sobre esse detalhe se eu me deparasse com o smartphone cara a cara. Mas já li relatos que essa estranheza à monocelha só permanece nos momentos iniciais de uso, e que você se acostuma à proposta de design depois de algum tempo de uso.

Particularmente, apesar de achar estranho aquele detalhe modificando o design, isso não me incomoda tanto. Me incomoda menos do que, por exemplo, um smartphone com baixa autonomia de bateria, ou que não oferece de forma nativa a liberdade de fazer o que eu quiser com o smartphone.

E você? O que acha? A Apple errou na monocelha do iPhone X? Ou é muito mimimi por tão pouca coisa.