apple

Apple, a rainha da trollagem. Da zoação. Da “tiro uma onda da sua cara, e você ainda me paga para isso”.

Depois de ser pega limitando o desempenho dos modelos antigos dos iPhones com bateria mais desgastada, a Apple conseguiu irritar os usuários com a desculpa do “fazemos isso para que você possa usar o iPhone por mais tempo” (mesmo que seja com uma experiência ruim).

Os usuários irritados começaram a lotar os tribunais de ações individuais e coletivas conta a empresa da maçã mordida, no mínimo pela tentativa de ludibriar o consumidor por tomar uma decisão que não está claramente descrita nos termos de uso do produto e/ou serviço.

Sem falar que esta é mais uma tentativa de obsolescência programada por parte da Apple. Afinal de contas, dispositivos com desempenho ruim levam a uma insatisfação, que pode levar a troca do dispositivo velho por um novo, o que se reverte em lucro para o fabricante.

E, de novo: eles não avisaram seus consumidores que fariam isso.

Pois bem, os advogados da Apple com certeza já sacaram que a causa deles é perdida. Sabem que vão perder nos tribunais pelo simples fato de tomarem uma decisão técnica sem avisar aos usuários que estavam fazendo isso. Ao meu ver, é ilegal, imoral e engorda (o último item é por minha conta).

Diante disso, a Apple decide então fazer o que faz de melhor: jogar o seu campo de distorção da realidade!

Pede desculpas pra galera, com um “foi mal, mas a gente engana vocês para o próprio bem de vocês”, e oferece um desconto de US$ 50 na troca das baterias.

Sim. Eles COBRAM para corrigir o problema que ELES MESMOS CRIARAM!

Sério, Apple? Vocês fazem a cagada e a gente tem que pagar para limpar?

Bom… “a gente” é força de expressão. Eu não tenho um iPhone, até por opção. Estou muito feliz com o Android.

Mas… se um usuário do iPhone quer ter um desempenho em 100%, eles terão que PAGAR POR ISSO? Mesmo vindo de um problema criado pelo fabricante?

Nem sei que nome dou a isso.

Insisto. A Apple é mais uma das empresas que se valem da tal obsolescência programada para ditar suas regras, visando apenas o lucro. Não é a empresa que os fanboys acreditam, que pensam no melhor para o usuário. Sequer consegue mostrar todas as cartas do jogo para que o consumidor fique ciente de todos os recursos de seus produtos.

De qualquer forma, vamos ver quantos que vão aderir a essa oferta sem vergonha. Algo me diz que a Apple vai ter sérias dores de cabeça com os processos que estão a caminho.

Não diria causa ganha. Mas é o suficiente para queimar o filme da empresa.

E no final de 2017, a Apple teve o seu “battery gate”. Não tão grave como o da Samsung, mas com o mesmo potencial de danificar a boa e santa imagem da maçã mordida.