Ir ao conteúdo

A grande maioria não quer smartphones sem carregador

Compartilhe

Vamos combinar que a grande maioria das pessoas querem preservar o meio ambiente. Ou pelo menos as mais racionais. Falo isso porque tem uns e outros que acham que a Amazônia não serve para muita coisa com árvores, que deveriam ser derrubadas para que o gado tome conta de tudo.

Normalmente eu chamo as pessoas que pensam dessa forma de gado. Mas isso é tema para outro artigo.

Mas quem está por dentro do mundo da tecnologia sabe muito bem que não é a ausência de um carregador no kit de venda de um smartphone que vai ajudar de forma efetiva e eficiente a salvar o meio ambiente.

E agora, os fabricantes estão se dando conta disso.

 

 

 

Não é descaso ao meio ambiente. É resposta à hipocrisia dos fabricantes

 

A ideia em remover o carregador do kit de venda dos smartphones está virando tendência de mercado, o que é algo péssimo para o consumidor. Se você quer (ou precisa) de um telefone com uma recarga mais rápida na bateria (por qualquer motivo), você é obrigado a comprar o carregador compatível com esse novo modelo em separado.

Para mim, isso é um absurdo. E, obviamente, não ajuda em nada na hora de reduzir o volume de resíduos no meio ambiente, mesmo que alguns entendam que nem todo mundo precisa de um carregador rápido na vida.

Acontece que aqueles que pensam dessa forma estão pensando errado.

A Xiaomi decidiu oferecer o seu novo smartphone top de linha, o Xiaomi Mi 11, em duas versões: uma “normal”, com carregador no kit de venda, e uma “Green Edition”, sem carregador, para os “defensores do meio ambiente”.

E… adivinha qual é a versão mais procurada entre os clientes da Xiaomi?

Isso mesmo que você está pensando nesse momento.

Isso não quer dizer que os clientes da Xiaomi não se importam em nada com a preservação do meio ambiente. Significa que as pessoas estão com o bom senso lá no alto (nesse aspecto em particular), e não querem pagar caro para receber um produto incompleto (a partir de sua perspectiva).

Quem sabe no futuro as coisas mudam de figura, principalmente quando os fabricantes desenvolverem tecnologias de recarga de bateria ainda melhores do que aquelas que estão disponíveis no mercado nesse momento. Porém, o consumidor atual já está mais do que acostumado a receber um carregador no kit de venda, e não acho que isso vai mudar tão cedo ou com tanta facilidade.

 

 

 

Forçada de barra

 

Retirar os carregadores do kit de venda dos smartphones é uma forçada de barra sem muito sentido ou razão de ser. É muito mais uma forma de tentar capitalizar a todo custo em cima dos usuários do que efetivamente tentar ajudar na preservação do meio ambiente.

Principalmente quando a Apple oferece esse carregador em suas lojas dentro de uma nova caixa. Ou seja, o maior volume de papel gerado não vai prejudicar o meio ambiente?

Conta outra, vai!

Ainda dá tempo de uma virada de jogo. Os usuários estão deixando bem claro o que pensam ou desejam nesse aspecto. Cabe aos fabricantes perceberem que deram um belo tiro de fuzil no pé e voltar atrás.

Todo smartphone deve vir com o seu carregador de fábrica. Fato!

 

 

Via Gizmochina


Compartilhe
Publicado emSmartphonesTelefonia