Compartilhe

O YouTube é a nova MTV, e todo mundo sabe disso. Na plataforma, temos videoclipes clássicos e os mais recentes lançamentos. E as gravadoras e autores nem sempre se conformam em enviar os vídeos antigos. Querem sempre melhorar a qualidade original.

Com a popularização da resolução 4K, se tornou cada vez mais comum ver vídeos remasterizados nessa resolução. E nesse post, temos uma sequência de videoclipes históricos que agora parecem atuais por conta da melhor qualidade de imagem após essa repaginação.

 

 

 

A tecnologia melhorando videoclipes que já eram incríveis

 

 

Os videoclipes estão sendo restaurados a partir dos seus negativos originais, tal e como aconteceu no caso de Ironic, de Alanis Morissette. Todo o segredo está no fotoquímico utilizado no passado, que era de excelente qualidade.

Tal e como acontece com os filmes clássicos que também foram restaurados para o 4K com HDR, é essencial que tais conteúdos sejam gravados em película fotoquímica de 35 e 16 mm para garantir uma conversão com uma qualidade excelente. Os filmes de 70 mm também garantem restaurações incríveis, mas tais películas eram reservadas para o cinema (diretores como Christopher Nolan usam esse tipo de película até hoje).

Com os negativos originais em bom estado, a conversão em 4K é feita em cada fotograma, garantindo assim um resultado final excelente, e uma qualidade de imagem muito superior ao entregue no passado.

 

 

 

O resultado final é impressionante

 

 

Por conta da conversão em 4K, videoclipes lendários como Take On Me do A-Ha podem até ficar piores em alguns pontos por conta dos vários efeitos especiais aplicados, mas ainda assim entregam um resultado final melhor do que aqueles que podemos encontrar até hoje no YouTube.

Já outros vídeos como a versão ao vivo de Bohemian Rhapsody do Queen foram restaurados em 4K, mas mesmo exibido em 1080p entregam imagens realmente impressionantes.

Tudo isso é uma forma de recuperar a memória musical e afetiva do grande público, além de mostrar imagens melhores de um tempo onde a imagem analógica era explorada ao limite e, ainda assim, entregavam uma qualidade final de imagem impressionante. Que o antigo sobreviva por muito tempo, resgatando as imagens e enaltecendo a conservação de materiais de alta qualidade que permitem tais remasterizações.

Desde que você tenha a fonte original da obra, é claro.

 

 

 

Via @polispol


Compartilhe