Com certeza você já ouviu falar do GitHub pelo menos uma vez na vida. Para muitos, é uma espécie de ‘rede social dos programadores’. Pois bem, a Microsoft comprou o GitHub por US$ 7.5 bilhões, e tem muita gente preocupada com isso.

Principalmente porque a plataforma foi avaliada em 2015 por US$ 2 bilhões.

Os rumores na internet eram bem frequentes, especialmente depois de relevadas as negociações sobre uma parceria entre as duas empresas. Porém, no final das contas, a Microsoft decidiu comprar o GitHub inteiro.

Com mais de 27 milhões de usuários e 80 milhões de repositórios de código, o GitHub é a maior base de dados de código fonte do mundo. A Microsoft é uma das maiores colaboradoras, com mais de 1000 funcionários adicionando códigos na plataforma todos os dias.

Alguns rumores indicavam que o GitHub estava se preparando para um IPO, mas se impressionaram com o CEO da Microsoft, Satya Nadella, que por sua vez abraça mais e mais iniciativas de código aberto desde que chegou ao posto máximo na empresa.

Porém os usuários não estão muito felizes com essa negociação. A maioria reagiu negativamente, com várias pessoas declarando que é a morte do GitHub. E isso está beneficiando os rivais diretos GitLab e BitBucket, já que tem muita gente migrando para essas plataformas.

O que tudo isso quer realmente dizer para o GitHub é algo incerto. O tempo (e um anúncio das duas empresas) vai dizer o que pode acontecer.