paciência

O Paciência, jogo de cartas que tantas horas de ócio deu para muita gente ao redor do mundo, estreou no Windows 3.0 em 1990, e foi um sucesso imediato.

Desde então, todas as versões posteriores do Windows incluíam o jogo, e muita gente ficou viciada nesse negócio. Um passatempo por excelência para qualquer usuário de computador.

Já o Campo Minado chegou um pouco depois, no Windows 3.1, em 1992. O jogo era bem simples de jogar, e poderíamos passar dias na frente do computador por causa dele.

É claro que o objetivo dos dois jogos era fazer a gente feliz, mas não era só isso. Os jogos estavam lá para nos ensinarmos.

Quando o Paciência foi lançado, as pessoas não estavam acostumadas a usar o mouse. E o jogo estava ali para mostrar o quão simples era usar o ‘arrastar e soltar’ do periférico. Hoje, fazemos isso quase inconscientemente, mas naquele tempo era uma tecnologia nova e desconhecida.

O Campo Minado também tinha como finalidade nos ajudar a usar o mouse. Nesse jogo, as pessoas aprendiam a usar os botões direito e esquerdo do periférico, ajudando os usuários menos acostumados com essa interação com o computador.

A melhor parte é que os dois jogos cumpriram de forma impecável com essa missão secreta, ensinando gerações de usuários a usufruir da nova tecnologia que revolucionaria o uso dos computadores pessoais.

Mas não foram esses os únicos jogos a fazer isso.

Você lembra do jogo de cartas Hearts?

Nele, poderíamos jogar em grupo contra outras pessoas, e nessa dinâmica, o game ensinou que o seu computador não estava mais sozinho, com ajuda da nova tecnologia NetDDE de conexão em rede.

Como você pode ver, quase tudo nesse mundo tecnológico tem uma razão de ser e um lugar exato para estar. Basta saber observar como as coisas funcionam.