Eu estou muito propenso a não mais fazer comparativos de dispositivos de tecnologia no TargetHD.net. Depois de ouvir algumas opiniões de colegas blogueiros do mundo tech, e constatar pela minha experiência prática, eu também entendo que os dispositivos estão todos muito iguais, com especificações similares e diferenciais pontuais em algumas características técnicas que, em alguns casos, contam com critério subjetivo para indicar qual é o melhor modelo.

Todo smartphone top de linha do mercado é capaz de entregar um desempenho ótimo para a imensa maioria dos usuários, em maior ou menor grau. No final das contas, a decisão acaba caindo em pontos específicos que são mais ou menos relevantes para pessoas com diferentes perfis de uso. Ou seja, dizer qual é o melhor ou pior smartphone está ficando cada vez mais difícil.

E tal similaridade de características técnicas também acontece no segmento de linha média ou linha média premium. Hoje, todo bom smartphone de linha média traz as mesmas características que resultam em uma boa experiência de uso, e as diferenças estão em pontos muito específicos das configurações técnicas de cada um dos modelos.

Dito tudo isso, eu vou tentar responder a pergunta que eu mesmo fiz no post.

A partir de agora, Samsung e Huawei vão disputar cabeça a cabeça a liderança do mercado global de smartphones. E isso fará com que as comparações entre os produtos das duas marcas seja algo inevitável.

 

 

Olhando de longe, tanto o Samsung Galaxy S10+ como o Huawei P30 Pro são excelente smartphones, mas contam com diferenças pontuais. De um modo geral, os dois vão entregar uma excelente experiência de uso, mas a tendência é que o Galaxy S10+ oferece um desempenho mais robusto (não apenas pelo processador Snapdragon 855, mas pelo conjunto dos demais elementos de hardware com uma interface One UI mais otimizada), enquanto que o P30 Pro oferece uma experiência fotográfica espetacular (me arrisco a dizer que é o melhor smartphone do mercado nos aspectos fotográficos).

E, ainda assim, os dois itens citados no parágrafo anterior, por incrível que pareça, são subjetivos. Mesmo que o meu argumento seja técnico para os dois, ainda vai ter gente dizendo que prefere um modelo em detrimento do outro. Por uma simples questão de gosto, preferência ou conveniência.

Não podemos condenar essas pessoas. As especificações estão tão próximas, que a subjetividade individual pode ser decisiva na escolha pelo dispositivo preferido do usuário.

Por isso, eu sinceramente não acho que o Huawei P30 Pro será exatamente uma ameaça para o Samsung Galaxy S10+. O modelo dos coreanos já é considerado um sucesso de vendas em vários mercados, enquanto que o P30 Pro tem tudo para conquistar em cheio o usuário asiático.

O que o P30 Pro pode fazer pela Huawei é estreitar ainda mais a diferença entre ela e a tão cobiçada primeira posição no mercado de smartphones. Logo, se a Samsung tem que se preocupar com alguma coisa, é preciso se preocupar com os efeitos a longo prazo da concorrência.

Mas eu acho que isso a Samsung já está fazendo a algum tempo.