Acredite: dormir demais é prejudicial à saude | @oEduardoMoreira Press "Enter" to skip to content
Início » Saude, Medicina e Vida Saudável » Acredite: dormir demais é prejudicial à saude

Acredite: dormir demais é prejudicial à saude

Compartilhe

Olha só como são as coisas.

Tem gente que vive me criticando porque durmo pouco. E eu até gostaria de dormir mais (mas não consigo). Agora, a ciência está me mostrando que o ideal é dormir CORRETAMENTE, e não DORMIR DEMAIS.

Estudos recentes mostram que o hábito de dormir demais pode ser prejudicial para alguns problemas médicos como DIABETES (e isso muito me interessa) e enfermidades cardíacas.

Mais: dormir mais que 8 horas por dia podem aumentar as chances de morte do indivíduo!

Ou seja, posso esquecer as maratonas de sono daqui para frente…

 

 

 

Fim do luxo para os dorminhocos

Isso não quer dizer que, de tempos em tempos, você não pode se dar ao luxo de dormir por mais tempo. Se o seu corpo está muito cansado e pede algumas horas a mais de sono, você não tem motivos para não atender a essa demanda. Então, fique na cama até mais tarde, pelo tempo que quiser.

Mas não faça isso todos os dias se quiser viver por mais tempo.

Dormir demais todos os dias pode ser um sinal de transtorno do sono ou problemas na saúde mental. O importante é dormir bem para repor as energias para o dia seguinte e, neste aspecto, algumas variáveis precisam ser consideradas.

Não existe uma regra para o tempo de sono ideal de todo mundo. Isso vai depender muito da idade da pessoa, o seu nível de atividades, de sua saúde geral, dos seus hábitos e estilos de vida. De forma geral, o recomendado é mesmo ter um sono que dure entre 7 e 8 horas por dia para o seu corpo funcionar de forma adequada.

Porém, esse tempo pode flutuar para mais ou para menos, sem uma regra específica. O que realmente não pode é dormir todos os dias por mais de 8 horas. Isso sim é considerado um descanso prolongado demais, com um excesso de horas dormidas que não é saudável para ninguém.

Ou seja, dormir algumas horas a mais por causa de situações pontuais (após retornar de uma longa viagem, ou depois de extenuantes horas de trabalho) é algo válido, pois esse sono adicional vai repor as suas energias e ajudar na recuperação eficiente do seu organismo.

Agora, se você dorme todos os dias mais que 8 horas, é possível que você sofra de hipersonia, uma condição em que você está sempre sonolento. Se você cochila várias vezes por dia, está sempre com dor de cabeça e com sono em excesso, procure um médico o quanto antes.

 

 

 

O que faz você dormir demais (e os problemas que você pode ter por causa disso)

Além da já mencionada hipersonia, o indivíduo pode sofrer de apneia obstrutiva do sono, que é quando a pessoa momentaneamente para de respirar enquanto está dormindo, e isso resulta em uma maior necessidade de descanso para um tempo de sono completo.

Doenças respiratórias, endócrino-metabólicas (como o hipotiroidismo), doenças renais ou hepáticas, insuficiência cardíaca e tumores também pode resultar em problemas na hora de dormir e, por tabela, fazer com que a pessoa durma demais.

E, é claro, o consumo de álcool e outros medicamentos podem alterar o seu ritmo do sono.

Dormir demais pode também ser um sinal precoce da presença de doenças neurológicas como o Mal de Alzheimer, além de promover o aumento do desenvolvimento dessas doenças. Além disso, quem dorme demais tem mais chances de desenvolver enfermidades como ansiedade, obesidade e diabetes aos 45 anos ou mais.

Sem falar no aumento das chances de sofrer um acidente cerebrovascular, na diminuição da função imunológica e aumento de doenças crônicas no cérebro.

 

Tem gente que vai entender que, depois de ler tudo isso, o ideal é nunca mais dormir. Pelo contrário: durma as tais 8 horas por dia (no máximo), e vai dar tudo certo na sua vida.

Confia!


Compartilhe
@oEduardoMoreira