Aí, Dona Magalu (@magazineluiza)! Devolve os meus quase R$ 6 mil! | @oEduardoMoreira Press "Enter" to skip to content
Início » Aprendeação Igonorante » Aí, Dona Magalu (@magazineluiza)! Devolve os meus quase R$ 6 mil!

Aí, Dona Magalu (@magazineluiza)! Devolve os meus quase R$ 6 mil!

Compartilhe

OK. Eu sou um otário.

Eu acreditei no Magazine Luiza e no seu bom nome. Para ser bem justo, até o presente momento, não tive problemas com este e-commerce. Porém, quando os problemas vieram, eles conseguiram aniquilar todo o histórico de acertos deste relacionamento que, até agora, era muito bom.

Durante a Black Friday 2021, decidi adquirir um iPhone 13 Mini de 256 GB Black Midnight no valor de R$ 5.939,10, pagos através de boleto bancário. Estava até entusiasmado com o telefone, e iria utilizá-lo para o meu trabalho nos blogs e no YouTube.

Porém, depois de alguns dias, constatei que poderia pegar este mesmo iPhone 13 Mini mais adiante, pois o Galaxy S21 Ultra dava conta do recado para essas finalidades. E fiz o que qualquer pessoa faria: devolvi o produto para o Magazine Luiza. Completamente intacto.

O produto foi despachado em 3 de dezembro de 2021, e o registro de recebimento por parte do Magazine Luiza aconteceu em 10 de dezembro de 2021, através de um e-mail enviado pelo próprio e-commerce. Neste mesmo e-mail, o Magalu pediu os meus dados bancários para realizar o depósito dos quase R$ 6 mil.

Respondi ao e-mail no mesmo dia.

E é aqui que a confusão começa.

De acordo com o que está descrito claramente no site do Magazine Luiza, no item “Restituição e Estorno”:

“- Boleto bancário: Após a finalização, a restituição ocorrerá dentro de 10 (dez) dias úteis na sua conta bancária. Importante: É necessário que a conta informada seja em nome do titular.”

Porém, quando você entra no atendimento do mesmo Magazine Luiza, no segmento “Minhas trocas e cancelamentos” (dentro da área do cliente) a informação é outra:

“O reembolso será efetuado em até 7 dias úteis após o recebimento do produto devolvido em nosso centro de distribuição.”

E para piorar a situação, quando você solicita o atendimento via chat, um bot responde uma TERCEIRA INFORMAÇÃO sobre o prazo de devolução para pagamentos via boleto:

“Para pagamentos com 📃 boleto, o valor é depositado em uma conta corrente do titular da compra em até 3 dias úteis.”

Aí, dona Magalu… você bebeu? Que porra é essa?

Mesmo com essa bagunça generalizada, considerei o prazo de DEZ DIAS ÚTEIS para a devolução do dinheiro, algo que não aconteceu até o dia 27 de dezembro de 2021 (considerando que 24 de dezembro não é um dia útil, mas deveria ser).

Entrei em contato com o atendimento via telefone do Magazine Luiza no dia 27 de dezembro de 2021, e a resposta que obtive foi a seguinte:

“Olá, Eduardo. Tudo bem?

Vi aqui que o cancelamento do seu pedido foi finalizado no dia 10/12.

Solicitei uma análise ao nosso financeiro para verificar o que aconteceu e até o dia 30/12 retornaremos o seu contato.

protocolo: Ticket #42730066
Mariana
Equipe Magalu”

Obviamente, chegou 30 de dezembro de 2021, e o Magazine Luiza não retornou o meu contato.

Entrei novamente em contato via chat com o Magazine Luiza questionando sobre a resposta do protocolo mencionado acima. E o atendimento respondeu o seguinte (transcrição parcial da conversa, com meus dados pessoais omitidos):

(02:15:27) JEAN CARLOS M: Peço desculpas pela demora, estava verificando diretamente com o setor de depósitos e o valor será depositado hoje mesmo após às 18hrs na conta bancária abaixo: Nome do correntista: Eduardo Moreira Garai da Silva CPF do correntista: (DADOS PESSOAIS OCULTADOS)
(02:16:31) Eduardo Moreira Garai da Silva: Isso é uma informação oficial? O caso foi solucionado e o dinheiro COM CERTEZA ABSOLUTA será depositado em conta hoje após as 18H?
(02:16:56) Eduardo Moreira Garai da Silva: Isso é importante, pois se não acontecer, só me resta ir na Justiça contra o Magazine Luiza, cobrando os juros e danos que estou passando com este caso.
(02:17:31) JEAN CARLOS M: Sim, é certeza sim que o valor será depositado hoje após às 18hrs, eu demorei porque estava em contato com o setor responsável pra confirmar a informação pra te passar.
(02:19:01) Eduardo Moreira Garai da Silva: OK. Já solicitei o envio deste chat para o meu e-mail, caso não seja cumprida a transferência bancária. Se não acontecer, não vou mais discutir a questão com o Magazine Luiza, pois me sinto desrespeitado com o procedimento da empresa em não realizar a devolução dos valores nos prazos estabelecidos através dos seus respectivos canais oficiais.
(02:20:11) JEAN CARLOS M: Sem problemas, compreendo a sua situação, mas o valor será sim devolvido como já está previsto e não haverá a necessidade de partir para outros meios legais para que o caso seja solucionado!
(02:20:42) Eduardo Moreira Garai da Silva: Veremos se não será necessário. O tempo vai dizer.

E o tempo disse. É óbvio que o Magazine Luiza não devolveu os R$ 5.939,10 em minha conta. Caso contrário, este post não teria sentido em existir.

Mais uma vez, entrei em contato por telefone com o atendimento do Magazine Luiza, é a resposta da responsável pelo setor (Ana) foi que:

“Houve um atraso no pagamento, mas eu garanto que ele será devolvido até amanhã (4 de janeiro de 2022)”.

Questionei sobre o motivo que levou o Magazine Luiza a não realizar a devolução do meu dinheiro depois de tanto tempo, e não obtive nenhum tipo de explicação ou resposta. Questionei sobre o telefone da ouvidoria da empresa, e a atendente Ana não soube me informar (já consegui o número do telefone pela internet). Assim como também não soube informar se a empresa tinha um setor de Ombudsman (acho que ela nem sabia o que era isso).

Durante todo este período, eu não obtive qualquer tipo de resposta ou comunicação do Magazine Luiza pelos seus canais oficiais. Seja por telefone, e-mail ou conta nas redes sociais, a empresa não se manifestou em nenhum momento, e não demonstra qualquer interesse em tentar ajudar a resolver o problema da forma mais ágil possível.

Pois bem. Eu sou um otário. Porque agora vou ter que perder meu tempo para resolver a situação na Justiça.

 

Antes de terminar, quero deixar bem claro uma coisa.

Não é coincidência eu ter problemas com o Magazine Luiza e com o PagSeguro em 2021Ela quer me vencer pelo cansaço.

E eu sei porque isso aconteceu: as duas empresas estão desesperadas.

O Magazine Luiza registrou queda de 71% nos valores de suas ações, por uma série de fatores. Há quem diga que os papeis da empresa podem se valorizar em até 200% a médio e longo prazos, algo que realmente acredito que possa acontecer. E o PagSeguro perdeu 51% de valor de mercado nos últimos 12 meses (e, por causa disso, levou mais de 60 dias para devolver mais de R$ 1.500 que foram retirados da minha conta por causa de uma clonagem de cartão que aproveitou uma brecha de segurança do banco).

Mas neste momento, dona Luiza Trajano deve estar em dificuldades para pagar as contas mensais. E estou sendo irônico nesta afirmação.

Sério. Não é justo, Magazine Luiza.

Sempre defendi você. Sempre comprei com você. Algumas pessoas que eu conheço compraram algumas de suas ações na B3, e sempre vi a marca com bons olhos.

Agora, do que adianta sair comprando tudo quando é site e e-commerce geek se você não é capaz de devolver quase R$ 6 mil para um cliente fiel como eu? Pode parecer pouco dinheiro, mas o estrago comigo já está feito: muito provavelmente não volto a comprar no Magazine Luiza e, a partir de agora, vou recomendar que outros clientes não comprem, pois não quero que o que aconteceu comigo se repita com outras pessoas.

Um desgaste desnecessário, Magalu! Era só fazer um PIX e estava tudo resolvido.

Mas… não! Sou obrigado a suspender minhas férias para denunciar suas práticas que violam de forma agressiva o Código de Defesa do Consumidor. Sem falar na ação do Procon, ação por danos morais e o estresse em ter que correr atrás de você para ter o meu dinheiro de volta.

Dona Luiza Trajano não está na miséria. Tá, eu sei que é chato perder mais de R$ 11 bilhões (na verdade, não sei, porque nunca tive tanto dinheiro na vida), mas ainda assim ela pode pagar a pizza de final de semana. Já eu preciso trabalhar muito e lutar por isso.

Enfim, 2022 começou com dores de cabeça, é claro. Mas que seja um ano melhor.

Para mim, e para a Luiza Trajano, inclusive.

Eu não te odeio, Magalu. Não te odeio, dona Luiza.

Só quero o meu dinheiro de volta.


Compartilhe
@oEduardoMoreira