O Alcatel 5 é mais um smartphone de linha média premium apresentado na Mobile World Congress 2018, que tenta convencer os usuários pelas propostas de design com tela infinita (18:9) e câmera dupla na parte frontal.

Assim, a Alcatel é mais uma que aposta na tendência que o próprio mercado está oferecendo. São os usuários que estão indicando o caminho que deve ser seguido pelos fabricantes para aumentar as chances de venda dos seus modelos. Em um mercado tão competitivo, esse comportamento se transformou em uma regra tão básica, que os fabricantes mais ‘espertos’ não escondem isso.

Ser bonito ou ter acabamento em metal escovado não bastam. É preciso contar com a tela 18:9 para dar a impressão de produto ‘premium’, ao mesmo tempo que trabalha com uma relação custo-benefício melhor que os modelos top de linha.

Na verdade, fabricantes como a Alcatel querem mostrar ao consumidor que é possível ter as mesmas características dos dispositivos muito mais caros, mas pagando um valor bem menor.

É claro que não devemos colocar nessa equação a qualidade dos produtos envolvidos. Os modelos mais caros entregam uma qualidade muito melhor do que os modelos intermediários. Mas quem vê cara não vê coração, e quem ama seu bolso não liga em pagar menos para ter um modelo esteticamente mais moderno.

 

 

Mas não é apenas a oferta de modelos de 18:9 que movimenta o mercado de intermediários. A câmera dupla frontal tem tudo para ser outra tendência forte entre os dispositivos apresentados na Mobile World Congress 2018. E esse é o mais forte sintoma que os fabricantes decidiram ouvir o consumidor.

Leia também:  Sony Xperia M4 Aqua

A febre das selfies está no seu ponto mais alto, especialmente com o efeito bokeh (desfoque de fundo da tela). A possibilidade de customizar as imagens de modo onde o protagonista da cena é, de forma efetiva, o usuário (alimentando o ego de muita gente) pode ser o segredo do sucesso de vendas de muitos desses modelos intermediários.

Sem falar que as câmeras com ângulo aberto, que permitem que mais pessoas participem da mesma selfie, oferece como efeito colateral aquela sensação que o uso do smartphone é algo mais íntimo, pessoal e divertido. Aproximar as pessoas através do prazer oferecido pela experiência de uso com o dispositivo é uma excelente forma de promover os smartphones com elevadas propriedades fotográficas.

Logo, se o Alcatel 5 não reinventa a roda, ao menos faz a lição de casa. Como muitos fabricantes devem fazer na MWC 2018.