Início » Notícias » Apple e Samsung querem as “viúvas” da LG

Apple e Samsung querem as “viúvas” da LG

Compartilhe

É óbvio que isso iria acontecer.

A LG abandonou o mercado de smartphones, e isso deixou muitos usuários da mesma forma que viúvas ficam quando perdem o marido: chorando copiosamente. Sem falar nos funcionários da empresa, inconformados com a perda do emprego e a mudança de vida de forma repentina.

E quando uma empresa do setor de telefonia móvel cai, outras sobem. Sempre foi assim: Nokia, BlackBerry e Motorola que o digam.

Neste caso, Apple e Samsung, as empresas que cada vez mais protagonizam o duopólio do setor, estão famintas para absorver as viúvas da LG. E não vão medir esforços para estabelecer novos matrimônios comerciais.

 

 

 

Viúvas da LG estão muito cobiçadas

O que acontece é o seguinte: na Coreia do Sul, tanto Apple como Samsung criaram programas especiais para os usuários de dispositivos da LG que optarem em migrar para os ecossistemas de uma das duas empresas que fazem parte do atual duopólio dos smartphones.

E, antes de continuar, não me entenda mal, amigo leitor. Eu bem sei que Motorola, ASUS, Xiaomi, Huawei, Redmi, Poco, Vivo e tantas outras empresas estão no mercado de smartphones. Porém, praticamente nenhuma delas contam com a pujança e o poderio econômico de Apple e Samsung. E somente as duas últimas podem fazer programas de troca desse tipo.

Até porque são as duas marcas mais atraentes para os usuários.

Na prática, os usuários da LG podem entregar os seus velhos e, em alguns casos, abandonados dispositivos e vão receber descontos na compra de smartphones da Apple e da Samsung.

Tal iniciativa tem o efeito colateral imediato de acelerar o desaparecimento da LG do mercado de smartphones, o que pode ser considerado um favor para a fabricante coreana de certo modo. Acredito que alguns executivos querem simplesmente esquecer que um dia a marca fez telefones móveis na vida por causa da vergonha que passaram ao fracassar dentro do segmento mais lucrativo do mercado de tecnologia de consumo atual.

Por outro lado, se tem algo que chama a atenção é o fato da Apple aderir a um programa como esse. Logo a gigante de Cupertino, que sempre se sentiu autossuficiente para manter a sua base de usuários leais com os seus preços caros, decidiu recorrer à uma atitude típica de “Casas Bahia” para conquistar novos usuários.

 

 

 

A iniciativa vai chegar ao Brasil?

Até o momento em que esse post foi produzido, os programas de trocas de dispositivos da LG criados pela Apple e Samsung só estão ativos na Coreia do Sul. Mas não é difícil de imaginar que a dupla libere a mesma iniciativa para outros países, principalmente os emergentes.

No Brasil, os programas de troca de dispositivos existem, principalmente nas operadoras de telefonia móvel. Se Apple e, principalmente, a Samsung forem espertas, vão adotar a mesma estratégia para conquistar os usuários da LG.

No final das contas, temos aqui dois varões que querem beijar a viúva, apesar do marido ainda estar quente dentro do caixão. Sei que muitos usuários da LG vão se sentir tentados a mudar de marido, mas não sei se os dotes financeiros serão suficientes para quem quer realizar a migração.

Já outros permanecerão fiéis ao marido, mesmo depois do além túmulo. Nessa lista, eu incluo o meu pai (coitado), que durante muito tempo se iludiu com o LG K61. Por outro lado, meu pai tem quase 80 anos de idade, e nunca foi um especialista em tecnologia.

Então, tirem as suas próprias conclusões (mas sem julgamentos).


Compartilhe