apple

A Apple deu uma sambada na cara da sociedade com os seus resultados fiscais para o segundo trimestre de 2017. Isso fez com que a empresa superasse as expectativas de Wall Street, se recuperando com força das dúvidas criadas no trimestre anterior.

Tudo indica que, nos próximos 12 meses, a Apple vai se tornar a primeira empresa a valer US$ 1 bilhão em capitalização de mercado. O promissor iPhone 8 pode ajudar nisso, quebrando recordes de vendas.

O segundo trimestre fiscal da Apple foi bom, com 7% de crescimento nas arrecadações dos iPhones, E com um forte crescimento nas vendas do iPad. Na verdade, o primeiro crescimento desse tipo de produto em três anos.

Dois fatores influenciaram nesse aspecto. O primeiro foi o lançamento de um iPad “barato” (ou menos caro), e o segundo foi o papel que o iOS terá principalmente no iPad Pro, que será muito mais versátil na produção e consumo de conteúdo.

Os Macs cresceram 1% nas vendas, e o Apple Watch registraram um crescimento de 50% em relação ao ano passado, algo que também foi influenciado pela baixa da Fitbit e desaparecimento de concorrentes, como a Jawbone.

A menor dependência do iPhone e o crescimento nas receitas dos serviços (iCloud, Apple Music, etc), também ajudam a ter uma Apple economicamente mais estável.

Ou seja, as demais divisões da empresa conseguiram acudir um trimestre onde o iPhone não é tão forte nas vendas. É uma excelente notícia a longo prazo. A única forte baixa aconteceu na China, com 25% a menos nas vendas em relação ao trimestre anterior, e 10% a menos em comparação com o ano passado.

 

 

Há temos que falamos sobre essa corrida da Apple por ser a primeira “trillion dollar company”. O número pode gerar confusão pelo uso da escala numérica mais curta, mas fato é que seria uma conquista histórica, que deve ser alcançada nos próximos 12 ou 18 meses.

E tudo indica que isso acontecerá com relativa facilidade: afinal, novos iPads, iOS 11 e um novo iPhone 8 com certeza vão ajudar a alcançar o feito.

Alguns analistas acham que as ações da Apple estão baratas, e que podem saltar dos US$ 150 para US$ 202 em 2018. E para superar o primeiro bilhão, a Apple precisa ter ações que custem entre US$ 192 e US$ 195.