Acho que não dá para se decepcionar com algo que você não conhece porque você não conseguiu ver nada. Na verdade, ninguém viu. Ninguém viu nada sobre o Apple TV+. Ou seja, a decepção já começa pelo fato de nada ser visto sobre o novo serviço de streaming da Apple.

Nenhum trailer. Nenhum teaser de verdade. Apenas algumas imagens de algumas produções, em um vídeo colagem frenético que não permite tirar qualquer tipo de conclusão sobre o que está por vir. Preguiça por parte da Apple? Ou porque eles não tem nada pronto para apresentar?

Seja como for, trazer meia dúzia de nomes badalados de Hollywood para o palco de uma apresentação não é o suficiente.

Dinheiro para a Apple não falta. A prova disso é que ela tem do seu lado nomes como Steven Spielberg, J.J. Abrams e Damien Chazelle. E aqui está um dos problemas do Apple TV+: de que adianta ter grandes nomes da indústria do entretenimento se nada absolutamente novo e revolucionário foi apresentado?

O modelo de negócio do Apple TV+ é o mesmo dos demais serviços de streaming. Não tem nada de diferente em comparação com a Netflix e o Amazon Prime Video. Ou seja, os conteúdos exclusivos e as produções originais são os principais chamarizes para os clientes em potencial. Porém, se tais conteúdos não forem excelentes, tchau Apple TV+, pois diferencial prático na oferta de serviço, até agora, não tem.

Quem sabe ao menos encontramos preços atraentes e competitivos para os seus usuários e clientes em potencial, uma vez que tradicionalmente eles já pagam caro para ter um dispositivo da Apple. Sem falar que a empresa precisa entender (acho até que entendeu pelos nomes envolvidos) que precisa agregar valor logo de cara, pois a concorrência é brutal.

O Apple TV+ terá que encarar no seu caminho ninguém menos que gigantes no serviço de streaming. E isso porque não estamos ainda falando do Disney+, que será uma novidade em breve, mas apenas para os Estados Unidos em um momento inicial. Se a Apple não souber manejar com essas peças direito, as chances da plataforma de streaming cair no esquecimento rapidamente são consideráveis.

Quero acreditar que a Apple terá tanta (ou até mais) atenção com a Apple TV+ do que terá com o Apple Arcade, esse sim destinado ao sucesso e representando uma séria ameaça ao universo gaming do Android.