apple-event-21-março

Em plena segunda-feira. Só para fazer todo mundo dormir mais cedo no domingo. Bom, pelo menos para quem estará na Califórnia. Nós brasileiros poderemos aproveitar tudo isso após o almoço. De qualquer forma, a Apple marcou um evento para a imprensa para o dia 21 de março, e fatalmente teremos novidades entre os seus produtos.

Bom, ou é isso, ou eles vão falar do Apple Campus 2, que será inaugurado no final de 2016. Mas acho pouco provável. Qual é o poder midiático que um novo campus da Apple possui perto de um hipotético novo smartphone ou tablet? Baixo, correto? Só mesmo quando o novo QG for inaugurado.

Então… um novo evento, um novo iPhone?

Tudo indica que sim. Se não for, vai ter um monte de fontes internacionais de tecnologia errando e feio. Como o mundo dos rumores, especulações e vazamentos pouco tem errado nos últimos anos (e, no caso da Apple em especial, o 9to5Mac tem um índice de acertos absurdo), podemos dar como quase certa a existência de um novo iPhone com tela de 4 polegadas.

Se ele vai se chamar iPhone SE, eu não posso garantir. Mas que teremos um modelo menor, com algumas das características técnicas dos modelos mais recentes, e com um preço um pouco menor do que o modelo top de linha, isso (muito provavelmente) teremos. Se um novo smartphone não for anunciado, acho que os fãs mais viscerais quebram tudo lá em Cupertino.

Outro item muito especulado é um novo iPad. Não tivemos a tradicional renovação anual dos tablets da Apple no final de 2015, e muitos afirmam que teremos um novo modelo com tela de 9.7 polegadas, mas que não será um iPad Air 3. Dessa vez, devemos ter um iPad Pro com essas dimensões reduzidas, mas com as mesmas características técnicas do modelo maior, e compatível com todos os acessórios pensados na maior produtividade.

Isso faz bastante sentido. Não vou discutir se o iPad Pro é bom ou não. Porém, boa parte das pessoas que queriam um tablet potente com o iOS não queriam se conformar com o fato que a única opção disponível era o modelo com tela de 12 polegadas. Logo, um modelo com tamanho mais ‘tradicional’ é bem vindo para esse grupo de usuários.

iphone-5s-5c

Acompanho a maioria no tema Apple Watch. Não teremos uma nova versão do relógio inteligente, mas sim uma nova leva de acessórios. Ainda não faz sentido uma renovação em um dispositivo que ainda precisa se firmar no mercado consumidor, apesar de ser (ao que tudo indica) líder no seu segmento.

O que mais espero nesse evento de 21 de março é que a Apple me surpreenda. Não nos anúncios, que já são conhecidos e manjados. Mas nos pequenos diferenciais que podem seduzir o consumidor. Que podem convencer aos mais céticos a apostarem na marca. Se for um iPhone menor, que seja um iPhone mais acessível, mais viável financeiramente. Não precisa ser o preço de um modelo de linha média, mas também não precisa ser o hardware recondicionado de dois anos em uma carcaça nova.

Me surpreenda, Apple!