Ir ao conteúdo

Aquecimento Vingadores: Guerra Infinita | Homem-Aranha: De Volta ao Lar (2017) | Cinema em review

Compartilhe

Daqui até o dia 26 de abril de 2018, data de estreia de Vingadores: Guerra Infinita, vamos revisar todos os filmes da Marvel Cinematic Universe, em reviews semanais (em alguns casos, dois por semana). Nosso objetivo é apresentar toda a caminhada até aqui.

Provavelmente minha perspectiva sobre os filmes será diferente daquelas que tive quando escrevi os reviews no calor da emoção. Em alguns casos, os filmes não tiveram review, porque o SpinOff.com.br ainda não existia, ou porque não fazíamos a cobertura do conteúdo de cinema que fazemos hoje.

Desse modo, uma nova série de posts nasce no blog, como aquecimento para um dos maiores eventos do cinema em 2018.

 

 

Homem-Aranha: De Volta ao Lar (2017)

 

 

O melhor filme sobre o Homem-Aranha que você vai ver?

Pode ser. É uma declaração um pouco polêmica, ainda mais para os defensores de Homem-Aranha 2 com Tobey Maguire. Mas é funcional. Homem-Aranha: De Volta ao Lar tem méritos porque apresenta o personagem da forma como muitos sonharam na vida: sem mostrar suas origens, mesmo sendo um filme de origem.

A gente já sabe como tudo aconteceu. Já foi contado tantas vezes, que não precisamos mais ver essa história de novo. Aliás, é inusitado pensar que um dos heróis mais populares da Marvel só agora é inserido no universo dos Vingadores e, mesmo assim, tudo é feito de forma tão orgânica, que ele acaba se encaixando sem maiores problemas a esse mundo novo.

Tom Holland é perfeito para o papel. Seu carisma trabalha bem com a sua habilidade atlética e um texto bem feito. O garoto não se intimida ao contracenar com nomes consagrados como Robert Downey Jr. e Michael Keaton, e consegue trazer para si o protagonismo de um personagem que tem que ter vida longa dentro da Marvel Cinematic Universe. E começar com o pé direito é fundamental.

 

 

Um dos grandes méritos desse filme é não fazer com que Tony Stark roube a cena. Ele aparece quando tem que aparecer, faz as suas piadinhas de sempre, dá a chamada de atenção no moleque, e vai embora. Foi a mais correta decisão deixar o principal conflito do filme ser resolvido exclusivamente pelo jovem herói.

Mesmo porque seria muito fácil para Stark resolver esse problema, com um vilão teoricamente menos ameaçador que os demais que ele já enfrentou.

O roteiro do filme também deixa isso bem claro. O Abutre de Michael Keaton é a ameaça local, é o bandido do bairro que é mesmo o Homem-Aranha que tem que lidar, ainda mais nesse momento inicial de sua vida como herói.

 

 

Também vemos de forma competente e divertida como Peter Parker tenta lidar com sua vida de forma minimamente normal, como um adolescente como outro qualquer. O núcleo escolar e seu interesse amoroso dão uma leveza ainda maior para a trama.

Porém, Holland conquista a todos com a melhor cena do filme: a intimidada de Abutre, que também é pai de seu interesse amoroso, ao longo de uma cena onde quase tudo fica nas entrelinhas.

 

 

Homem-Aranha: De Volta ao Lar é um filme que recoloca o personagem nos eixos. É uma excelente adição ao universo dos Vingadores, e tal personagem deve ser um dos líderes do time a partir da Fase 4. A Marvel terá vários filmes para explorar o novato, que mostrou fibra de veterano.

E mais esse sucesso da MCU só torna tal franquia ainda mais popular. Especialmente por poder usar um de seus personagens mais conhecidos.

 

 


Compartilhe
Publicado emResenhas e Reviews