selfies

Os mais jovens certamente não se lembram disso, mas houve um tempo em que os celulares não contavam com câmera frontal. E nesse tempo, tirar selfies era um projeto de engenharia.

Parte do boom as selfies veio com redes sociais já extintas, como Fotolog ou MySpace. E era um festival de fotos sem qualquer tipo de cuidado. Isso incentivou os fabricantes a inserirem as câmeras frontais nos telefones.

Mas… antes disso, como eram feitas as selfies?

O termo selflie foi escolhido como palavra em 2013 pelo Dicionário de Oxford. Naquele ano, o termo foi usado mais de um milhão de vezes por dia nas redes sociais.

Mas antes, em 2010, o Sony Ericsson Z1010 foi o primeiro telefone a contar com câmera frontal. Fotolog (2002), MySpace (2003), Facebook (2004) e Instagram (2010) se valeram e muito do narcisismo da geração digital.

 

 

Hoje, o mais comum é esticar o braço o máximo que puder para registrar a auto-foto. O problema é que isso requer grande prática e paciência, o que pode resultar em imagens iniciais não tão satisfatórias.

Dependendo do telefone, isso era mais ou menos difícil. O Motorola V300, por exemplo, contava com um pequeno espelho circular ao lado da lente, que servia de guia para selfies mais decentes.

Porém, em algum momento, alguém se deu conta que utilizar um espelho poderia ser a solução perfeita. E aí a internet foi inundada de fotos registradas no banheiro.

 

 

Aqui, algumas cenas sórdidas foram reproduzidas. Muita gente se descuidou, e mostrou tudo o que queria e o que não queria nas fotos do banheiro. São tempos de glória, convenhamos.

No passado, as táticas eram das mais variadas. Alguns apelavam diretamente para a webcam, com capturas de tela das videochamadas do Skype ou até com dispositivos clássicos como a Game Boy Camera. Valia tudo para saciar a sede do egocentrismo.

 

 

E depois de tanto sofrimento, veio o famigerado pau de selfie, objeto que é fruto de amor e ódio entre usuários. Foi patenteado pelo seu criador, o canadense Wayne Fromm, em 2005.

Desde então, o produto do demo é utilizado em todo o planeta. Porem, muitos locais públicos restringem o seu uso, tanto pelos incômodos que podem causar, como pela possibilidade de ser utilizado como arma.

 

 

Ou seja, espelhos, braços torcidos, paus de selfie ou inventos dos mais absurdos eram válidos para o registro das selfies.

E você? Qual era gambiarra que você utilizava para registrar selfies?