Início » Games » Assim é o Google Mapas para NES 8 bits

Assim é o Google Mapas para NES 8 bits

Compartilhe

Um youtuber conseguiu criar uma versão do Google Mapas, um dos serviços mais utilizados do Google ao redor do mundo, em um software muito particular e inspirado no Nintendo NES.

Dá para dizer que essa ideia não é inédita. Em 2012, teve uma brincadeira de Primeiro de Abril do Google com a mesma premissa: uma versão do Mapas de 8 bits para NES. Na época, alguns usuários conseguiram testar essa versão alternativa do software, mas tudo isso era apenas uma brincadeira, sem qualquer fundo de verdade.

Até agora…

 

 

 

Usando o Google Mapas como um videogame

 

 

A tecnologia avançou, e alguns usuários decidiram levar a brincadeira a sério. O usuário do YouTube ciciplusplus criou essa versão do Google Mapas baseada no NES e completamente modificada e funcional.

Para isso, ele se inspirou no projeto de outro usuário, que conseguiu transformar as imagens aéreas do Bing Mapas em mosaicos de 8 bits inspirados nos cenários do jogo The Legend of Zelda do NES.

O que acontece no caso do Google Mapas, o ciciplus pegou os mapas do jogo Dragon Quest para criar a versão 8 bits do software da gigante de Mountain View.

A parte que envolve a modificação do NES para o projeto, a inspiração veio do youtuber TheRasteri, que fez o Doom rodar no console de 8 bits. E combinando todos os projetos apresentados neste post, ele criou um projeto que chama a atenção pela criatividade e resultado final.

Você vai poder utilizar o Google Mapas no seu NES guardado no fundo do armário e cheio de poeira? Lamento dizer, mas a resposta é NÃO. “Só vai poder olhar”, como dizia a sua mãe quando você era criança.

O vídeo que mostra o resultado final deixa claro que o Google Mapas em 8 bits deixa de lado muitos detalhes do software que utilizamos no dia a dia, mas não deixa de ser um projeto espetacular.

Em termos práticos, continentes e países são bem visíveis, assim como várias ilhas espalhadas pelo planeta. Mas não conte com maiores detalhes quando se dá o zoom em uma determinada cidade.

No final das contas, o projeto é criativo e bem curioso. Confesso que seria ainda mais interessante se o seu criador liberasse uma versão “jogável” desse Google Mapas para emuladores. Mas isso seria pedir demais. Sem falar que a Nintendo poderia lançar um processo para cima do desenvolvedor, só para ele ficar esperto.

 


Compartilhe