motorola-moto-maxx

Comecei o ano de 2015 adquirindo o Motorola Moto Maxx, smartphone que fiquei de olho desde o seu anúncio oficial, mas que ainda esperava pelo envio do aparelho pela assessoria de imprensa da Motorola. Como não quis esperar mais, fiz o investimento.

O dispositivo chegou até aqui no dia 30 de dezembro, e desde então eu estou fazendo os primeiros testes. O vídeo abaixo é do unboxing e das primeiras impressões sobre o aparelho, mas posso adiantar algumas coisas para os mais ansiosos.

1. Sim… o Moto Maxx é f*da pra c*r*lho. É um autêntico top de linha, e é o Android mais poderoso que já testei.
2. O modelo é mais bonito presencialmente do que pelas fotos e renders.
3. Apesar das 176 gramas de peso, ele não é tão pesado.
4. Sua tela é simplesmente maravilhosa.
5. Sua câmera é simplesmente espetacular (sim, a Motorola acertou dessa vez)
6. O Moto Voz (antigo ‘ok, Moto) deixou um pouco a desejar. Tem novos comandos que ajudam, mas a captação de áudio não é tão eficiente (o ‘ok, Google’ identifica melhor sua voz, independente do quão ruidoso está o ambiente onde você está).
7. A bateria de 3.900 mAh garante pelo menos um dia de uso mais exigente no aparelho, mas fica longe das 40 horas prometidas de autonomia.
8. O tecido balístico AINDA não desfiou de forma séria. Mas tem tudo para desfiar quando eu menos esperar (já estou providenciando case para ele).
9. Ele poderia sim custar um pouco mais barato.
10. O review completo desse aparelho será publicado no TargetHD.net em duas semanas. Não antes disso.

Acho que já adiantei um bom trecho de tudo o que vão perguntar. Sem mais delongas, vídeo do unboxing a seguir.

 

E, se você entende que já sabe tudo o que precisa para comprar o aparelho, é só comprar o Moto Maxx por esse blog, no banner abaixo.

04-botao-clique037-180.jpg