Callum Underwood pode ser considerado por muitos como um homem muito estúpido. Ou um bêbado exemplar, dependendo do ponto de vista. O britânico desenvolvedor de jogos decidiu fazer horas extras à noite, sempre bebendo, até que um amigo enviou um link de compra de um produto peculiar: um Pokémon gigante de quase dois metros de altura.

Ele pagou US$ 260 pelo item, e contactou o seu chefe nos Estados Unidos para pedir permissão para enviar o pacote para a sua casa em San Francisco, para depois enviar o produto por remessa internacional. Callum calculou que tudo custaria no máximo US$ 100, mas na verdade o Pokémon era tão volumoso que o envio estimado custou US$ 1.000.

O que Callum fez? O mesmo que qualquer homem em desespero faria: publicou a sua odisseia no Twitter.

 

 

A história era tão absurda, que virou viral. Ele recebeu vários conselhos, e o melhor deles foi comprar duas passagens de avião (assentos um do lado do outro) para que o produto fosse transportado.

Tirar o produto da embalagem poderia arruiná-lo parra sempre, e isso também foi descartado. Por fim, Underwood aproveitou uma viagem de trabalho para os EUA para resolver o problema: comprimir o item até que ele coubesse em uma caixa.

Resultado: o Pokémon gigante está em casa, são e salvo, gordo e impossível de ser extraviado. No final das contas, Callum teve os seus 15 minutos de fama por causa da bebedeira e do boneco gigante.

E eu aqui escrevendo posts para a internet… tsc, tsc, tsc…

 

+info