A comunidade de tecnologia ainda sente o luto pelo falecimento de Paul Allen, uma das peças essenciais na história da Microsoft.

Um dos mais afetados foi Bill Gates, que publicamente abordou o assunto. Ele publicou uma homenagem para Allen no Wall Street Journal, onde relata a importância que ele teve em sua vida:

 

“Conheci Paul Allen quando eu estava na sétima série, e isso mudou a minha vida.

Um dia ele se encontrou comigo, insistindo que eu deveria correr até uma banca de jornal. Quando chegamos, ele me mostrou a capa da edição de janeiro da Popular Elctronics, que apresentava um novo computador chamado Altair 8800, que funcionava com um novo e poderoso chip.

Paul olhou para mim e disse: ‘Isso está acontecendo sem nós!’ E esse momento marcou o final da minha vida universitária e o começo da nossa empresa: a Microsoft”.

 

 

O texto é longo, e Gates relembra as múltiplas contribuições de Paul para a sociedade, indo de sua generosidade para financiar lares para sem teto em Seattle até a construção do Museu para a Cultura Pop.

Porém, a frase mais comovente é a que fecha o texto:

 

“Paul merecia mais tempo nessa vida. E ele aproveitou ao máximo. Vou sentir muito a sua falta.”

 

E que seu legado permaneça vivo.