Press "Enter" to skip to content
Início » Notícias » BlackBerry se reinventou… e se deu bem!

BlackBerry se reinventou… e se deu bem!

Compartilhe

Boa parte da audiência desse blog nunca viu um dispositivo da BlackBerry na vida. Já eu tive a sorte e a felicidade de não só utilizar produtos da marca, como de participar de eventos realizados por ela no Brasil. E, é claro, eu assisti o filme sobre a queda da empresa por não entender o que estava acontecendo no mercado mobile.

A mesma BlackBerry, muito conhecida por seus icônicos dispositivos móveis com teclados físicos como o BlackBerry Bold, passou por uma grande transformação na última década. Com a mudança radical no mercado de smartphones durante a década de 2010, a empresa canadense decidiu se afastar dos dispositivos móveis e focar em soluções de software seguro.

E não é que a estratégia funcionou? A empresa aumentou seus lucros acima do esperado, mostrando que a reinvenção ainda é a melhor saída para quem perdeu o bonde da história.

 

Foco em cibersegurança

Atualmente, a BlackBerry se dedica principalmente à cibersegurança e ao desenvolvimento de software, oferecendo produtos tanto para empresas quanto para governos. Uma mudança que funcionou muito bem para a companhia que nasceu como uma marca da Research in Motion (RIM).

Um dos trunfos da BlackBerry (e o principal motivo para que a empresa continuasse como uma marca conhecida e relevante no mundo da tecnologia) é as suas soluções de software seguro, como o BlackBerry Messenger (BBM), que oferecia comunicação com criptografia de ponta a ponta.

Poderia não ser o melhor aplicativo de mensagens instantâneas que você poderia encontrar, mas bem antes do WhatsApp sequer imaginar em oferecer esse nível de segurança, o BBM conquistava mercado justamente por causa da criptografia nas mensagens.

Além do BBM, a empresa desenvolveu outros produtos de segurança para clientes corporativos, o que ajudou a manter a BlackBerry financeiramente sustentável, além de entregar para a marca uma certa visibilidade e relevância.

 

Tudo isso virou (muito) dinheiro

Os resultados financeiros mais recentes da BlackBerry surpreenderam os analistas de mercado, incluindo os mais céticos.

No primeiro trimestre fiscal, a empresa registrou receitas de 144 milhões de dólares, superando as expectativas de 134,1 milhões de dólares dos analistas. Pode parecer pouco os quase 10 milhões a mais, mas considerando que a empresa estava basicamente no “fundo do poço”, saber que ganhou mais do que o esperado sempre é uma excelente notícia.

Porém, nem tudo é tão doce quanto parece, e a alegria da BlackBerry tem limite.

Após o anúncio dos resultados trimestrais, o valor das ações da BlackBerry aumentou cerca de 7%. Porém, apesar dos bons resultados, a empresa ainda reportou uma perda de 42 milhões de dólares no mesmo período.

 

Quais são os produtos da BlackBerry hoje?

Entre os produtos atuais da BlackBerry estão o BBMe (BlackBerry Messenger Enterprise), uma plataforma de comunicação segura voltada para o mercado corporativo, além de soluções para os mercados de mobilidade e transporte.

E… antes que você me pergunte…

A BlackBerry se afastou da fabricação de dispositivos móveis para se concentrar em um segmento de mercado onde possui experiência e potencial de crescimento significativo. Sem falar que ela está meio sozinha no mercado de soluções de segurança para dispositivos móveis em ambientes corporativos, uma vez que esse é um segmento naturalmente nichado, com empresas especializadas sem a mesma expressão de uma Apple ou Samsung tentando um lugar ao sol.

Olhando para este cenário em específico, a empresa está bem posicionada no campo da cibersegurança e continua a expandir suas ofertas de produtos. E, de alguma forma, conseguiu limpar um pouco de sua machada imagem após a humilhante derrota que sofreu do mercado mobile da época.

Quem diria… eu voltei a escrever sobre a BlackBerry depois de tanto tempo…


Compartilhe
@oEduardoMoreira