Compartilhe

Longe de mim falar qualquer coisa dos irmãos Neto. Eu sou inscrito no canal do Felipe Neto, por entender que ele se repaginou para sobreviver no YouTube, até antevendo o que aconteceria na plataforma e percebendo bem qual era o seu público alvo.

Isso, e porque ele é contra o youtuber que eu também detesto.

O mesmo se aplica ao Luccas Neto. Ele também entende que fala diretamente com as crianças, e trabalha muito bem com o discurso direcionado. São dois cases de sucesso no YouTube, e mesmo que você não goste deles, é preciso reconhecer que eles são um case de sucesso.

Agora… o boneco do Luccas Neto chegar a custar mais de R$ 800? Alguma coisa está bem errada aqui.

De tempos em tempos aparecem promoções da Americanas.com nas redes sociais de Mark Zuckerberg. São aqueles posts patrocinados que irritam muita gente, mas que eu deixo ativo porque eventualmente pode cair alguma coisa interessante na minha timeline. Como foi esse o caso.

Eu estava de bobeira, cuidando da minha vida, quando eu vi essa postagem do e-commerce citado, com o tal boneco do Luccas Neto a inacreditáveis R$ 809,91 (e isso, com 10% de desconto no boleto; parcelado, o item custa R$ 899). É claro que eu tinha que clicar nesse post para saber o que estava acontecendo. Estamos falando de um boneco, e não de um Galaxy J5.

Tudo bem que, no mesmo anúncio, é possível encontrar o mesmo produto em um valor razoavelmente mais aceitável, a R$ 389,90 (mesmo assim, um valor caro para um boneco articulado). Mas até mesmo o anúncio de um produto com essa disparidade de preço de uma loja para outra deveria ser observado com maior atenção.

 

 

Provavelmente a estratégia da Americanas.com foi apostar justamente no absurdo do valor para motivar o internauta a clicar no anúncio, para oferecer o mesmo produto com um preço menor. Se for isso, menos mal e é até de se pensar que se trata de uma manobra inteligente por parte da Americanas.com.

Mesmo assim, não faz muito sentido, pois automaticamente beneficia a loja que está cobrando um preço menor. Louvável por parte do e-commerce em oferecer ao consumidor a liberdade de escolher o preço que é mais conveniente para as suas condições financeiras, mas obviamente o mais ganancioso sai prejudicado.

E o mais importante de tudo isso: será que os irmãos Neto estão sabendo que os preços são aplicados dessa forma? E se a pessoa de bobeira acabar pagando os tais R$ 809 no boneco? Fica por isso mesmo?

Deixo aqui esse pensamento financeiro para vocês.


Compartilhe