@oEduardoMoreira

Pessoal e Intransferível

Category Archives: Desktops

Dell Inspiron 27 7000 AIO e Dell Inspiron 24 5000 AIO (Computex 2017)

by

 

A Dell apresentou na Computex 2017 novos desktops All in One Dell Inspiron 27 7000 AIO e Dell Inspiron 24 5000 AIO.

 

Características:

 

– Processadores AMD Ryzen 7 1700 e Ryzen 5 1400
– Gráficos Radeon RX 580 (8 GB) e Radeon RX 560 (4 GB)
– Entre 8 GB e 32 GB de RAM
– Telas IPS de 24 polegadas (Full HD) e 27 polegadas (4K)
– Até 1 TB de HD + SSD de até 256 GB (opcional)
– Sistema operacional Windows 10
– Preços iniciais sugeridos de US$ 699 (Dell Inspiron 24 5000 AIO) e US$ 999 (Dell Inspiron 27 7000)

 

Pi Desktop transforma a sua Raspberry Pi em um mini PC

by

 

O Pi Desktop é um projeto da Element 14 que permite transformar a Raspberry Pi em um elegante Mini-PC para as mais diferentes finalidades.

O produto imita o design de um mini PC, em um case onde a Raspberry Pi 3 já fica preparada para receber uma unidade SSD de até 1 TB. O Pi Desktop conta também com um mini dissipador, um adaptador USB e uma pilha para o relógio do sistema.

Na parte externa, temos um botão de liga/desliga, para um funcionamento mais similar a um PC tradicional.

 

 

Seu preço sugerido é de US$ 56, mas o produto já está esgotado, e isso não me gera nenhuma estranheza.

Twentieth Anniversary Macintosh ficou de fora do livro de design da Apple

by

Twentieth Anniversary Macintosh

 

O último livro de design da Apple deixou de fora um desktop idealizado por Jony Ive, o Twentieth Anniversary Macintosh, ou TAM.

Lançado em 1997, o esquisito computador foi complicado de se vender por conta do alto preço e pouca disponibilidade: US$ 7.500 por cada uma das 12 mil unidades fabricadas.

 

 

Nem preciso dizer que o Twentieth Anniversary Macintosh virou peça de colecionador.

O dispositivo estava à frente do seu tempo, com uma tela plana LCD no estilo All in One, sistema de som de alta qualidade integrado, e leve peso (metade do peso do iMac G3, lançado um ano depois).

 

 

Não há motivo oficial para o Twentieth Anniversary Macintosh ter ficado de fora, mas por ser um livro dedicado à memória de Steve Jobs, sabemos que esse produto foi concebido sem a sua supervisão e amor. Pelo contrário, ele detestava esse computador.

Este foi o primeiro desktop que Jony Ive criou para a Apple, e quando viu o conceito, Jobs pensou em demitir Ive. É o que diz a boca pequena.

Além disso, o TAM não se parece com nada que veríamos depois em termos de estética, muito contrastante com os itens selecionados no livro.

 

Mas mesmo sem ser muito  muito bonito, ele se antecipava em muitas coisas. Há quem diga que o iMac é um descendente espiritual do TAM. Outros o enxergam como um protótipo do que estava por vir.

O modelo até foi visto em formato de “product placement” na mídia, como na série Seinfeld e no filme Batman & Robin.

No final das contas, é um computador no estilo que temos hoje, com exceção do módulo de subwoofer da Bose (e a fonte de alimentação).

 

 

Tinha muito plástico para ser um produto bem caro. Na parte central, estava oculto o leitor de CD que deixava os discos na vertical, em um design muito retangular e botões em uma posição discutível.

Contava com conexões de TV e rádio FM, atuando assim como central multimídia. Contava ainda com um controle remoto e um trackpad separado do teclado.

Uma pena que ficou de fora do livro, mas independente do motivo, ninguém pode negar que o Twentieth Anniversary Macintosh é mais um produto “Designed by Apple in California”.

 

Shuttle DX30, um mini-PC com Apollo Lake e sem ventiladores

by

shuttle-dx30

 

O Shuttle DX30 é mais um mini-PC barebone, que chega atualizado com o processador Intel Apollo Lake, além de utilizar um sistema de refrigeração passivo.

O Apollo Lake é a variante mais simples do Kaby Lake, que chegam ao mercado pelas mão de vários fabricantes em novos produtos que serão apresentados na CES 2017 em janeiro.

O Shuttle DX30 pode ser usado em qualquer lugar por conta do seu tamanho reduzido (190 x 165 x 43 mm), mas oferece potência suficiente par ao uso básico no escritório ou em casa.

 

shuttle-dx30-02

 

O modelo utiliza um processador Intel Celeron J3355 dual-core, trabalhando com 2 GB de RAM DDR3L (expansíveis para até 8 GB), uma baia de 2.5 polegadas e um módulo SSD M.2 para armazenamento.

Conta ainda com portas USB 3.0 e 2.0, Gigabit LAN, WiFi e Bluetooth, leitor de cartões de memória e entradas de vídeo HDMI e Display Port.

O Shuttle DX30 é compatível com Windows 10 e Ubuntu Linux, e não tem preço anunciado.

Surface Studio: o Mac que os usuários Windows sempre sonharam ter

by

surface-studio

 

Nem parece que é Windows. Mais: nem parece que é da Microsoft.

O Surface Studio é uma atraente peça de tecnologia. Um desktop all in one ultrapotente, que aposta em um design diferenciado e alta performance para vingar entre os criativos.

Apostando na ideia do Windows 10 Creators Update, o novo desktop da Microsoft segue a proposta da linha Surface, não apenas no design, mas também na versatilidade de uso.

 

 

Bonito, potente, versátil e com Windows 10

 

O Surface Studio é um desktop all in one com tela de 28 polegadas, que é pensado nos criativos, desenvolvedores de sistemas e usuários que querem um desktop potente para as atividades mais diversas.

Mas isso, qualquer desktop do mercado faz. Fazer no jeito da Microsoft é o grande diferencial dessa proposta.

Ao mesmo tempo que você usa um dispositivo de produtividade, o mesmo oferece uma série de soluções de interação que são inovadoras (ou diferentes o suficiente para cair no lugar comum).

Um disco de interação para diversos elementos do mundo real, sem falar na possibilidade de capturar imagens que depois podem ser transferidas em modo 3D são apenas duas das grandes novidades que o Surface Studio oferece.

É um produto feito para poucos, assim como também é o novo Surface Book i7. Mas aqui, a Microsoft prova um ponto. Na verdade, dois.

O primeiro ponto é que você não precisa ter um Mac para ter um computador elegante e conceitualmente inovador.

O segundo ponto é que você não precisa de um Mac para produzir tudo o que precisa em um computador.

O problema não é a plataforma, mas sim o usuário. Pense nisso.