baratas-fritas

Em muitas culturas, comer insetos não só é algo completamente normal, mas também é considerada uma ‘delicatessen’ para paladares exigentes e pessoas muito ricas. Por outro lado, a maioria considera os insetos algo nojento e asqueroso. Porém, um relatório da Universidade de Penn State convida a derrubar os tabus, recomendando as pessoas a comerem certos bichos.

Entre os motivos para essa afirmação, eles destacam que – por exemplo – alguns insetos (como os grilos) contam com 65% de proteínas, enquanto que uma chuleta conta com apenas 50% de conteúdo proteico. Os insetos contam com vários nutriente e baixo conteúdo de gordura, podem ser encontrados em abundância na natureza, baixo impacto no meio ambiente em caso de consumo, podem ser consumidos de diferentes formas e são gostosos.

Acredite, se quiser.

Vale lembrar que as conclusões provém de um relatório científico e não admite discussões, mas os prejuízos sociais, os costumes e os hábitos contam com um peso tão grande, que o consumo de insetos dificilmente vai se popularizar.

Via Softpedia