Compartilhe

O protagonismo que as chamadas de vídeo ganhou nos últimos meses resultou em uma mudança de mecânicas para nossos contatos pessoais, familiares, escolares e, principalmente, profissionais. Realizar reuniões de trabalho, gerenciar o home office e realizar entrevistas de emprego são algumas das atividades mais comuns diante das câmeras.

Nesse caso, os rituais não podem ser diferentes daqueles adotados em uma entrevista presencial, como por exemplo se vestir bem ou evitar um comportamento muito casual. Além disso, sua linguagem corporal diante da câmera também pode ser importante para a sua avaliação.

Nesse post, apresentamos cinco erros que podemos cometer durante as chamadas de vídeo que podem causar uma impressão negativa, e que devem ser evitados a todo custo.

 

 

 

Monopolizar a conversa

 

Ter muita vontade de se apresentar ou apresentar o projeto pode resultar em cortar a fala de outra pessoa, passar informações em excesso, não deixar pausas na conversa ou ignorar a escuta ativa. Conversas unilaterais não são diálogos, e suas chances de sucesso vão cair desse jeito.

 

 

 

Aparência muito informal

 

Não é porque você está em casa que você vai utilizar qualquer roupa para a sua entrevista ou trabalho. Até porque você está TRABALHANDO EM CASA, ou seja, terno e gravata é o mínimo que se pede para uma chamada de vídeo nesse caso, já que transmite mais confiança que usar um pijama.

 

 

 

Ambiente de trabalho bagunçado

 

Tudo bem, nós sabemos que o seu filho de oito anos é uma potencial ameaça para a arrumação da casa. Mas você vai ter que dar um jeito para deixar a sua área de trabalho minimamente organizada, para não dar a impressão que se você não é bom em deixar a sua casa em ordem, que dirá cuidar da conta do cliente caro.

 

 

 

Falar mal da empresa anterior

 

Ninguém tem que saber como o antigo relacionamento foi ruim, pois isso mostra uma excessiva negatividade. Sem falar na grosseria implícita no ato. Normalmente as empresas não gostam de pessoas que podem se demonstrar não confiáveis a médio e longo prazo.

 

 

 

Descuidar da linguagem não verbal

 

Sua linguagem corporal fala muito sobre você. Procure olhar nos olhos da outra pessoa (mesmo através de uma tela), sorrir, ficar com o corpo relaxado mas bem colocado, se expressar bem com as mãos, evitar morder os lábios ou encolher os ombros, jamais cruze os braços e evite olhares que denunciem desconforto ou insatisfação.

E boa sorte!


Compartilhe