Compartilhe

O ser humano é um animal nostálgico e saudosista. Conforme avança no tempo, ele insiste em voltar ao passado para revirar alguma coisa boa do lixo, apenas para dizer “no meu tempo é que foi bom”. Tudo balela para tentar diminuir as novas gerações, que hoje tentam conquistar o mundo.

E um dos maiores sinais de nostalgia da atual geração é a lembrança insistente do Windows 95, um dos mais emblemáticos sistemas operacionais da história. Esse software trouxe ao mundo uma das principais ferramentas de procrastinação de todos os tempos: o Paciência, jogo de cartas que vinha instalado no sistema operacional. Hoje, graças à internet e as suas dezenas de redes sociais, a perda de tempo é promovida por vários outros meios, e qualquer pessoa que quer se manter minimamente produtiva tem vários problemas para se concentrar.

Pois bem, a Petrick Studio imaginou como seria a fusão de dois mundos, apresentando como seria o Instagram se ele existisse na época do Windows 95. E, olha… estamos salvos por isso não acontecer.

 

 

Filtros da década de 1990

via GIPHY

 

Nada de janelas arredondadas, nada de minimalismo e fundo branco, nada de modo escuro… nada disso. Aqui, o cinza iria mandar, e as janelas seriam totalmente quadradas. Aqui, chama a atenção o popup de notificação no melhor estilo Windows 95, nos informando sobre novos likes e seguidores.

Obviamente, a internet daquela época (que estava nascendo para o grande público) não tinha vídeos ou fotos em alta resolução (e, se existissem, você estava condenado a esperar uma vida inteira esperando a página carregar esse conteúdo). Por isso, nesse Instagram do Windows 95, você só pode publicar GIFs, em uma plataforma que estaria preparada para o pixel art.

 

via GIPHY

 

Por fim, a Petrick Studio também imaginou como seriam os filtros desse Instagram nessa época. Nada de filtros Valencia ou Amaro, mas sim filtros com nomes como Apple II, ZX ou CGA4.

Sim, amigo leitor… é preciso ter uma certa dose de criatividade e imaginação para ver o Instagram desse jeito.

 

via GIPHY


Compartilhe