Confirmado: parques da Disney são cemitérios | @oEduardoMoreira Press "Enter" to skip to content
Início » Variedades » Confirmado: parques da Disney são cemitérios

Confirmado: parques da Disney são cemitérios

Compartilhe

Uma antiga lenda urbana está confirmada.

O Wall Street Journal publicou uma matéria investigativa, onde várias fontes confirmam que existe um ritual coletivo e recorrente entre os visitantes dos parques da Disney.

Não importa se é na Disneyland ou Disney World. Quando o sistema de som pede que os funcionários realizem uma Limpeza HEPA (High Efficiency Particulate Air), isso significa apenas uma coisa: alguém espalhou as cinzas do seu familiar morto em algum lugar do parque, e é preciso usar um turbo aspirador para limpar o ar.

De acordo com a matéria, mesmo que a prática seja proibida de acordo com as regras do parque, há vários locais muito populares com grandes quantidades de restos humanos, tais como:

– A Mansão Encantada
– Área de Piratas do Caribe
– O fosso de Dumbo com os elefantes de voam
– As áreas verdes com gramado
– As maquetes
– Qualquer arbusto
– Áreas próximas ao espetáculo de fogos de artifício noturnos

Em teoria, pelo menos uma vez por mês acontece um episódio assim, e não parece que isso vai mudar tão cedo.

O ser humano é um ser bem estranho e bizarro, se parar para pensar.

Ou pelo menos deveríamos tentar compreender a excentricidade alheia. Não necessariamente para aceitar a forma alternativa de ver a vida dessas pessoas, mas para entender melhor por que elas são tão diferentes.

Eu entendo o fascínio pelas pessoas pelos parques da Disney. Eu nunca pisei em um parque, mas acredito mesmo que são locais realmente mágicos e espetaculares. Afinal de contas, é o tipo de local que muitos dos sonhos se realizam.

Agora, daí a querer que suas cinzas fiquem por ali até o final dos tempos? Meio estranho. Ainda mais sabendo que o time de limpeza da Disney vai aspirar os seus restos mortais como se você fosse uma poeira qualquer….

Eu não me sentiria tão confortável assim, sinceramente…

 

Via Wall Street Journal


Compartilhe
@oEduardoMoreira