Compartilhe

A Converse continua apresentando motivos para que eu considere a marca de tênis como uma das minhas favoritas. Para quem não conectou nome à criatura, eu estou falando da fabricante dos lendários tênis All-Star, que tanto sucesso faz no Brasil por serem estilosos, resistentes e baratos.

A marca segue investindo em tecnologia para oferecer novos e inovadores formatos de tênis, como o modelo que é 100% fabricado com garrafas de plástico recicladas (na verdade, a sua tela é fabricada com esse material). Agora, a Converse tem uma nova versão do seu calçado Chuck Taylor, que tem algo muito especial por trás de sua aparência inocentemente branca.

A tela desse tênis é capaz de reagir à luz UV, mudando de cor. Ou seja, em efeitos práticos, é um tênis que muda de cor, de acordo com a luminosidade do local: se o tênis está na sombra, ele é branco; se ele recebe a luz do sol de forma direta, ele mostra a sua real cor.

 

 

O tênis camaleão da Converse

 

O calçado foi concebido através de uma parceria da Converse com a casa de moda Chinatown Market, e chama muito atenção dos fãs do mundo sneaker. E a melhor parte é que o produto está no mercado: ele foi lançado na abertura da feira global de tênis ComplexCon em Chicago.

 

 

 

 

Cada tênis está dividido (pelo menos nesse momento inicial de lançamento) em quatro partes de diferentes cores, gerando blocos de calçados bem interessantes para os usuários mais descolados. Mas com certeza algumas pessoas vão achar as cores muito chamativas. E aí não tem jeito: é melhor deixar o calçado em casa, ou não comprar o produto (por que você vai investir o dinheiro em algo que não vai usar?).

O modelo de cano baixo do Converse Chuck Taylor camaleão custa US$ 95, e o modelo de cano alto custa US$ 100. É bem mais caro do que o modelo tradicional, que por sua vez é mais tedioso, pois não muda de cor.

Vamos esperar para ver se esse tênis vai chegar ao Brasil. Na torcida para que desembarque por aqui.


Compartilhe