Criaram um cartucho de Game Boy com conectividade WiFi | @oEduardoMoreira Press "Enter" to skip to content
Início » Games » Criaram um cartucho de Game Boy com conectividade WiFi

Criaram um cartucho de Game Boy com conectividade WiFi

Compartilhe

Rodar o DOOM em uma calculadora conectada em uma bateria composta por nada menos que 770 batatas é algo que qualquer pessoa habilidosa, dedicada e paciente consegue fazer. O que não é o meu caso, obviamente.

Mas admiro as conquistas alheias, como essa que o físico e desenvolvedor alemão Sebastian Staacks alcançou. Ele criou um cartucho de Game Boy com conectividade WiFi.

E por que não? Se ele pode fazer, que faça!

Neste post, vamos mostrar como ele realizou essa façanha, que pode ser replicada por qualquer pessoa pessoa habilidosa, dedicada e paciente.

O que não é o meu caso (de novo), obviamente.

 

 

 

Agora, dá para acessar o TargetHD.net no Game Boy

Para aqueles mais corajosos e empolgados com esse tipo de realização, o nosso amigo Sebastian publicou todo o processo para criar o cartucho de Game Boy com WiFi em seu blog. Lá, ele descreve cada um dos componentes necessários para a fabricação do cartucho, e explicou o que essa criação pode e não pode fazer pela humanidade.

Eu não vou entrar nos detalhes técnicos para a fabricação do cartucho, pois esse é um tema um tanto quanto chato para mim (e como esse blog é meu, eu escrevo sobre o que eu quiser). Se você realmente quer ficar por dentro de todos esses detalhes, recomendo que você visite o blog do Sebastian. Lá ele explica tudo.

Em linhas gerais, ele preparou o cartucho do Game Boy com um micro controlador com conectividade WiFi, o que permite que o console portátil da Nintendo acesse a internet sem fio ou a rede local, enviando e recebendo dados normalmente.

Saacks implementou duas demonstrações sobre a sua criação.

A primeira é de comunicação, que permite ao Game Boy se conectar à uma rede Telnet para enviar e receber mensagens de texto. E, antes que você pergunte, o desenvolvedor criou um teclado para o console portátil e, dessa forma, você pode escrever textos nele.

A segunda demonstração é bem mais funcional, já que permite ao Game Boy acessar um cliente da Wikipedia. Uma vez que o título do artigo é adicionado neste cliente, o usuário poderá ler o seu conteúdo na tela do pequeno console portátil.

Uma vantagem do projeto dele é que outros serviços conectados podem ser implementados no console portátil, o que abre a possibilidade de um cliente para Twitter e Facebook também serem funcionais no Game Boy. Tudo depende da forma em como o desenvolvedor vai modificar esse cartucho.

Sem falar que a sua modificação abre a possibilidade inclusive de ver vídeos por streaming a uma resolução de 160 x 144 pixels a 20 FPS. Ou seja, quem quer um Galaxy S21 Ultra para ver vídeos no YouTube, minha gente?

De novo: quem quer criar o seu próprio cartucho de Game Boy com WiFi precisa ler toda a parte técnica do projeto que está disponível neste link. O desenvolvedor deixou o passo a passo de tudo, além de deixar o código fonte do software no GitHub.

Boa sorte para quem vai tentar essa façanha. Quem sabe você não faz um negócio desses para mim…

…só que não. Porque eu sou pobre, e não tenho um Game Boy até hoje!


Compartilhe
@oEduardoMoreira