Compartilhe

BzLu8VuCQAAzp2S

Eu conheço brasileiros inteligentes. Alguns. E tenho orgulho de conhecer esses brasileiros. Porém, desconfio que a grande massa de brasileiros é burra, e tem o governo que merece. É uma grande massa de brasileiros corruptíveis, vagabundos, preguiçosos, que adoram tirar vantagens em tudo, e que adoram desobedecer as leis. Mesmo que a lei seja muito clara, óbvia e com regras bem objetivas, como foi o caso da regra das selfies nas eleições 2014.

Não me entendam mal. Eu gosto de tirar selfies. Acho divertido, apesar de entender que é uma moda que vai passar algum dia (como quase tudo nesse mundo). Porém, tem hora e local para isso. A moda das selfies fez com que algumas pessoas menos racionais destacassem para o mundo a falta de noção do ridículo que já estão presentes dentro delas antes mesmo da aquisição de um smartphone para tirar selfies.

Em velório, fila do banco, entrevista de emprego, motel, tiroteio, cirurgia plástica, transplante de coração, sessão de quimioterapia, em brigas de desconhecidos… acredite, eu já vi pessoas publicando selfies em todas essas situações. Logo, não me surpreende em nada o fato de algumas selfies em cabines de votação pipocarem na internet. Nem mesmo o fato das pessoas saberem que existia uma lei que prevê a prisão do imbecil por isso.

Aliás, são essas pessoas que justificam a impunidade no Brasil. O país merece estar nessa merda por causa de pessoas como essas, que não são capazes de obedecer uma simples lei. Uma regra, apenas uma: ficar longe do smartphone por aproximadamente dois minutos!

BzLyTQYIEAEvf4O

Sem falar que a divulgação do voto é crime eleitoral (existe um motivo para o voto ser secreto… na verdade, vários). Algumas fotos mostravam o voto em si. Aí, seus ‘gênios’, vocês podem ser presos por crime eleitoral do mesmo jeito!

Quer saber? Eu não deveria ficar indignado. Eu deveria agradecer por ter brasileiros burros se ferrando. Afinal de contas, são idiotas a menos que vão votar no segundo turno. Quem sabe o resultado das eleições seja algo mais adequado para as nossas necessidades.

Aliás, acho que essas pessoas também não se importam. Se parar para pensar, tudo o que eles querem são os cinco minutos de fama no Facebook ou Instagram (e depois mais uns 10 minutos, aparecendo em blogs de todo o país). A geração ‘tudo pela zoeira’ não está muito preocupada se vão se foderem com a Justiça. Talvez porque eles acreditam que ‘não vai dar nada’. Por já comprarem a ideia que o Brasil é o país da impunidade.

Afinal de contas, se um político corrupto, mentor de um sistema de desvio de verbas públicas para compra de votos de deputados corre o risco de cumprir a pena em casa, o babaca da selfie entende que o seu crime é menor, e que ele pode fazer o mesmo, que nada vai acontecer.

De novo: cada povo tem o governo que merece.

E não venha me dizer que ‘o celular é meu, eu faço o que eu quero’. Beleza. O post é meu, o blog é meu, e eu tenho todo o direito de achar você um imbecil que ajuda a disseminar a filosofia do ‘jeitinho brasileiro’.

Simples assim.


Compartilhe