Compartilhe

Brigitte,

Eu não conheço você. Na verdade, eu só vi o seu rosto pela primeira vez depois das ofensas que você recebeu, e essa é uma falha minha. Mas eu entendo que aqueles que ofenderam você das formas mais covardes e vexatórias possíveis falharam bem mais que eu. Os ofensores falham como seres humanos, com uma mentalidade rasa e de baixo desenvolvimento intelectual.

De qualquer forma, eu peço desculpas por conhecer você só agora, e nessas circunstâncias tão lamentáveis.

Muito provavelmente você não vai ler esse texto. E não porque você não entenderá o meu português ruim (no mínimo eu devo considerar que existe o Google Tradutor para ajudar a eliminar essa barreira idiomática), mas porque esse blog é pequeno, pessoal e sem qualquer relevância em uma internet repleta de conteúdos dos mais diversos. Hoje, muitos aqui no Brasil falam sobre você: de memes até mensagens de apoio, esse texto é apenas mais um pedido de desculpas.

Eu peço desculpas pelos boçais, hipócritas, misóginos e ignorantes.

Peço desculpas por homens e até mulheres que não respeitam outras mulheres, supervalorizando corpos perfeitos e jovens, e menosprezando a experiência do passar do tempo. Estou profundamente envergonhado por ter que conviver com esse tipo de gente, que julga pelo superficial e tenta a todo custo ridicularizar o próximo pelas características que não podem (e nem devem) ser alteradas.

Brigitte, você pode não acreditar em mim, mas o que trago dentro de mim diante de tamanhas afrontas é uma combinação de vergonha e raiva. Como brasileiro, eu testemunho esse papel ridículo que o meu país está passando diante do mundo, ao mesmo tempo em que penso em como as demais mulheres da minha vida foram ofendidas por tabela através das ofensas que você recebeu.

Diante de tudo isso, eu até me sinto um pouco melhor por não trazer em mim a pré-concepção em acreditar que uma mulher madura e inteligente não pode manter um relacionamento com um homem muito mais jovem que ela. Eu posso dizer, com conhecimento de causa, que esse tipo de preconceito é raso, baixo e covarde.

Eu sei como você se sente, Brigitte. E é justamente por isso que eu peço desculpas.

Peço desculpas porque mentes atrasadas decidiram utilizar a sua vida particular como alvo para críticas que não cabem dentro de uma discussão que envolve visões e ideologias políticas. Aqueles que tendem a acreditar que contam com o direito de fazer ataques pessoais para “argumentar” os seus posicionamentos ideológicos praticam aquilo que eu chamo hoje de “ausência de pensamento”.

De novo: eu penso na minha mãe, nas minha tia, nas minhas irmãs, sobrinhas, colegas coralistas, as pessoas com quem eu me relacionei de forma mais profunda. Penso nas mulheres maduras, que contam com o direito legítimo de envelhecer e serem elas mesmas, livres da objetivação de homens que, no fundo, odeiam mulheres. Eu penso que as mulheres brasileiras que estão casadas com esse tipo de homem (sim, eu conheço várias) deveriam sentir vergonha desse infeliz episódio.

Aliás, qualquer mulher brasileira, independente do nível intelectual do seu marido ou companheiro de vida, deveria ficar envergonhada por tudo o que aconteceu.

Brigitte, eu peço desculpas por todos nós. A vergonha é enorme. A humilhação é gigante. Mas, por favor, entenda que os imbecis que atacaram você não respondem pelo sentimento de uma nação com mais de 200 milhões de pessoas. Alguns poucos contam com o megafone nas mãos, e ecoam a verborragia pelo mundo. A maioria só pode se manifestar em espaços limitados, como este aqui.

Como brasileiro, eu peço desculpas. Como ser humano, eu peço perdão. E você não precisa necessariamente me perdoar. Eu mesmo não fiz nada contra você. Mas deixo esse registro em nome daqueles que não tiveram voz para expressar a profunda tristeza que é constatar que vive em um país onde boa parte do coletivo entende que tem o direito de reduzir as mulheres maduras apenas porque abraçam valores estéticos que, historicamente, são menos relevantes que as capacidades intelectuais.

Ah, sim… antes que eu me esqueça… você e Emannuel formam um belo casal. É inspirador ver vocês dois juntos.

Deixo o meu fraterno abraço.


Compartilhe