É claro que o “Tinder dos antivacinas” teve seus dados vazados… | @oEduardoMoreira Press "Enter" to skip to content
Início » Aprendeação Igonorante » É claro que o “Tinder dos antivacinas” teve seus dados vazados…

É claro que o “Tinder dos antivacinas” teve seus dados vazados…

Compartilhe

Você sabia que existe um “Tinder dos antivacinas”?

Pois é… essa raça desgraçada de pessoas que atrapalham a humanidade conta com um aplicativo para transar entre elas, o Unjected.

Porém, descobriram que o site que gerencia o Unjected foi violado, expondo os dados de mais de 3.500 usuários. Ou seja, toda a base estimada de pessoas que estão no aplicativo.

Alguém teve acesso ao painel de administrador do serviço durante um período de modo de depuração, e agora qualquer um sabe nomes, datas de nascimento, e-mails e até endereços daqueles que se cadastraram no serviço.

 

 

 

Tudo o que um antivacina toca dá errado

O Unjected tem muitas dificuldades para permanecer no ar, já que é composto por pessoas cuja visão do mundo é idiota demais para ter um aplicativo válido na App Store ou no Google Play.

De qualquer forma, deu ruim no Unjected, que teve os dados dos seus usuários vazados pelo simples fato do seu painel de administrador ficar disponível para qualquer pessoa durante um bom tempo quando o site que armazena os dados dos usuários ficou exposto em modo de depuração.

E aqui está a prova que quem cuida do Unjected muito provavelmente deve ser um antivacina, pois faltou um pouco de cérebro para gerenciar a manutenção do site. Falta de raciocinar dá nisso.

Com este nível de acesso, também era possível eliminar e criar novas páginas, oferecer assinaturas pagas para qualquer usuário ou eliminar toda a base de dados da plataforma… o que seria um favor para a humanidade.

 

 

 

São a minoria, mas é uma minoria barulhenta

O movimento antivacina apareceu nos últimos anos pelas motivações políticas doentias, e essas pessoas imbecis não deveriam ser levadas a sério.

Na verdade, eu nem deveria estar perdendo meu tempo e recursos do meu site com esse povo.

Mas sou livre para criticar algo que não tem respaldo na ciência.

Sem falar que as demais pessoas precisam ser devidamente orientadas sobre o que está acontecendo ao nosso redor, e muitos não sabem que inventaram essa imbecilidade de rede social para os antivacinados se relacionarem (e propagarem seus pensamentos retrógrados).

Mesmo com uma comunidade muito pequena, o Unjected tem como objetivo se fazer presente em todo o planeta. Além dos serviços de encontros, a página conta com um segmento de “fertilidade”, onde os usuários oferecem o seu sêmen, óvulos ou leite materno para doações.

Sim… isso mesmo que você acabou de ler… a sandice pode alcançar outros níveis neste caso.

Os usuários também podem se registrar em um banco de sangue, indicando os eu grupo sanguíneo para doações.

O motivo? Para que outras pessoas que são antivacina possam encontrar doadores livres de ARNm, que são o tipo de vacinas encarregadas em fabricar a proteína que gera a resposta imunitária ao vírus em nosso organismo. Algo que este movimento é contra, obviamente.

 

 

 

A capacidade de parar de pensar

Eu entendo o ceticismo e a desconfiança. Mas não posso concordar com esse movimento que promove claramente a ausência de pensamento objetivo e claro.

Isso aqui não é convicção. É parar de pensar. É assumir para o mundo que é burro e ter orgulho disso.

Na boa… pessoas que são contra a vacina me irritam profundamente, pois fazem força para assumir a burrice da alma.

Algo que, para mim, é simplesmente inconcebível!


Compartilhe
@oEduardoMoreira