Compartilhe

DSC01074

Um estudo realizado pelo jornalista de tecnologia Tomi Ahonen demonstra (ou ao menos tenta) algo que nem precisava de muito estudo para concluir: consultamos demais os nossos celulares e smartphones ao longo do dia. O que pouca gente sabia era o quanto, e eles decidiram traduzir isso em números. Esses números culminam em um único número: 150.

Isso mesmo: segundo o estudo, a média de vezes que um usuário médio de smartphone consulta o seu dispositivo é de 150 vezes. Por dia.

Alguns vão simplesmente dizer “que absurdo, eu não perco tanto tempo assim no smartphone…”. Tá, tem gente que tem um smartphone, mas praticamente o utiliza como telefone celular, ou seja, apenas para fazer e receber ligações. Já outros são geeks convictos (inclusive esse cidadão que escreve esse post), que não podem ficar muito tempo longe do dispositivo para receber notificações das redes sociais, notícias, fotos dos amigos no Instagram e bobagens das mais diversas.

Confesso que eu estou tentando me controlar mais em 2014. Principalmente quando estou em um encontro mais social, ou nas minhas saídas com a esposa. Tentar não checar o Twitter o tempo todo durante uma festa ou jantar não é só uma questão de bom senso, mas principalmente, um sinal de boa educação. E, acredite: estou exercitando um pouco mais disso.

Por outro lado, eu não posso culpar os usuários compulsivos. Aqueles que trabalham com produção de conteúdo (é o meu caso) precisam ficar atentos a cada novidade que aparece nas redes sociais, nos sites de notícias e fontes oficiais (ou não) para exercer o nosso trabalho.

Mesmo assim, a maioria das pessoas são consumidores de conteúdo, o que retira automaticamente o argumento do “preciso verificar o meu smartphone constantemente”. Logo, o uso exagerado do dispositivo para qualquer coisa (importante ou não) realmente existe. Mas… seria por 150 vezes por dia?

Vale lembrar que esse é um estudo, que trabalha com estimativas. Os números são frios, e todo mundo sabe disso. Não precisamos pegar os números ao pé da letra e adotá-los como regra. O que podemos ver a partir desses números é o nosso próprio comportamento como usuários de dispositivos móveis. Fazer uma autocrítica sobre o quanto usamos e para o que usamos os nossos smartphones. De novo: entendo que esse é hoje o gadget mais utilizado pelos adeptos da tecnologia móvel, mas é preciso achar um equilíbrio sobre o consumo necessário e o uso exacerbado.

E eu mesmo admito que tal equilíbrio é muito difícil de ser encontrado.

Ah, você quer saber como é possível utilizar um smartphone 150 vezes por dia? Pois não:

– Mensagens: 23 vezes
– Chamadas: 22 vezes
– Relógio: 18 vezes
– Reprodutor musical: 13 vezes
– Games: 12 vezes
– Redes sociais: 9 vezes
– Alarme: 8 vezes
– Câmera: 8 vezes
– Notícias: 6 vezes
– Calendário: 8 vezes
– Navegação na web: 3 vezes
– Recarga do smartphone: 3 vezes
– Correio de voz: 1 vez
– Outros usos diversos: 10 vezes

Eu mesmo não uso tanto o smartphone para chamadas ou como player musical (até porque tenho um iPod Touch, que tem 64 GB de armazenamento). Por outro lado, uso bem mais para ler notícias e consultar as redes sociais. Logo, a média pode não chegar a 150 vezes por dia, mas com certeza é bem elevada.

Para mais informações sobre a experiência do Tomi Ahonen, clique aqui.


Compartilhe