Hoje, Elon Musk é conhecido por causa dos seus carros Tesla, pelos seus foguetes e satélites da SpaceX e até pelo seu lança chamas. Mas Musk, que hoje tem 46 anos, teve na sua juventude boa parte do seu tempo dedicado aos videogames.

O multimilionário era bem diferente do cara que conhecemos hoje quando ele tinha 12 anos de idade. Ele buscava ser um programador de videogames e em 1984 publicou o seu primeiro jogo: Blastar.

Não confunda o Blastar de Musk com o Blastar do arcade de 1983 ou o do Amiga de 1993. Ele programou o jogo em 1983 e publicou em 1984, vendendo o game para a revista sul-africana PC and Office Technology por US$ 500. Ele usou o dinheiro para comprar outro computador, revistas em quadrinhos e uma edição de Dungeons and Dragons.

 

 

Blastar era assinado por E. R. Musk, seu nome artístico como programador de videogames. No jogo, você deveria destruir um cargueiro espacial alienígena, que transportava bombas letais de hidrogênio e ‘status beams’. Na prática, Blastar era uma versão simplificada de Alien Invaders, onde o objetivo era derrubar inimigos antes que eles nos matassem.

Blaster voltou à tona 30 anos depois de seu lançamento, graças à Maye Musk, mãe de Elon, e Ashlee Vance, que publicou a biografia do CEO da Tesla. O jogo agora foi adaptado para o HTML5, e está online e de graça.

Já em 1994, com 23 anos de idade, Elon Musk era um recente morador de Silicon Valley em busca de um trabalho interessante. E conseguiu uma vaga na Rocket Science Games, um pequeno estúdio que criava jogos para o Sega CD, na época onde a maioria das histórias se apoiavam em cenas live-action.

Musk aparece nos créditos de jgoos como Loadstar: The Legend of Tully Bodine, Cadillacs and Dinosaurs, The Second Cataclysm e Rocket Jockey. Ele escreveu o código básico de primeiro nível, além de escrever e programar drivers que permitem controlar os jogos a partir de diferentes controles.

 

 

Sua atitude na época era completamente errática, já que era difícil dar à ele instruções, pois no final ele sempre fazia o que queria.

No final de 1995, Musk decidiu abandonar o mundo dos videogames para concentrar esforços na internet, energia renovável e projetos especiais. E a partir daí, tudo é história.

 

 

 

Via Vice