Um grupo de investigadores da Universidade Livre de Bruxelas (Bélgica) apresentaram um exército de micro robôs com comportamento independente, que são capazes de se conectarem para formar um robô maior.

O Mergeable Nervous System for Robots está em fase de primeiro protótipo. Os robôs modulares atuam como peça autônoma, se conectando umas as outras para formar um corpo que é controlado por uma peça, que atua como cérebro.

O experimento mostra como as máquinas podem ser desenvolvidas para trabalhar em conjunto e realizar tarefas que seriam impossíveis para elas sozinhas.

O objetivo final é que a plataforma evolua a ponto que essa categoria de robôs receba um alto grau de adaptabilidade, de acordo com suas funções. Ou criando um grande robô que atenda as necessidades dos humanos.

Ou que nos mate. O que vier primeiro.

 

 

Leia também:  As melhores fotos de 2016... feitas por drones