Os estudantes da Universidade de Stanford estão protestando contra a Apple por conta do problema do vício a smartphones, especificamente ao iPhone.

A sociedade de alunos Stanford Students Against Addictive Devices se manifestou na frente de uma Apple Store local, compartilhando uma série de panfletos protestando contra o vício produzido pelo iPhone.

O documento mostra uma clara postura de exigência contra a Apple, culpando o iPhone por todos os males relacionados, já que o smartphone é a porta de acesso para serviços viciantes (aka redes sociais), onde a gigante de Cupertino não freia tal dependência, sem tomar medidas sensatas para solucionar o problema.

 

 

O panfleto, assim como o site oficial do movimento, convida a todos os donos de um iPhone a limitar seus recursos, deixando o dispositivo apenas para realizar e receber chamadas ou enviar mensagens simples de texto.

Assim, os níveis de exposição ficam reduzidos, e o perigo ao vício também. Além disso, o movimento exige que a Apple leve o assunto a sério, e habilite opções de restrição do iPhone.

O mais curioso de tudo isso é que muitos dos participantes desses protestos são justamente alunos de carreiras relacionadas com a TI.

Vai entender…

 

+info