Estão tentando ressuscitar o BlackBerry Key2 via crowdfunding | @oEduardoMoreira Press "Enter" to skip to content
Início » Smartphones » Estão tentando ressuscitar o BlackBerry Key2 via crowdfunding

Estão tentando ressuscitar o BlackBerry Key2 via crowdfunding

Compartilhe

A desconhecida (pelo menos por mim) empresa Ultrahertz quer surfar na onda da nostalgia, e apresentou um dispositivo que lembra muito o BlackBerry Key2. E está tentando fazer esse projeto vingar no crowdfunding (e tudo o que eu espero é que o produto seja entregue aos clientes).

Bem sabemos que as patentes da BlackBerry foram vendidas, e que a marca ainda conta com uma grande base de fãs. Logo, não é surpresa ver um fabricante de smartphones apostar na nostalgia e no saudosismo para lançar o TiTAN Slim, que nada mais é do que a cópia carbono do BlackBerry Key2.

Vamos tentar entender o que há por trás dessa iniciativa aparentemente nobre.

 

 

 

Mais detalhes sobre o TiTAN Slim

O TiTAN Slim foi apresentado na China, país de origem da Unihertz, e tem como principal destaque a sua enorme semelhança com o dispositivo da finada BlackBerry. E, nesse momento, esta é a única característica perceptível que podemos compartilhar com você.

Não foram reveladas as especificações técnicas do dispositivo, o que já dá uma certa apreensão sobre a veracidade do produto. Nem mesmo as medidas do telefone foram reveladas, e dessa forma não sabemos se ele é de um tamanho comedido ou se está mais para um phablet mesmo.

De longe, a impressão que fica é que este telefone é fino e perfeito para segurar e escrever textos com apenas uma das mãos. Também parece ser o telefone adequado para usuários com mãos pequenas.

O produto faz parte das comemorações do quinto aniversário de vida da Unihertz na plataforma de crowdfunding Kickstarter. E eu nem preciso dizer que este telefone certamente vai chamar a atenção daqueles que sentem falta dos teclados físicos até hoje.

 

 

 

Fique com um pé atrás

Se fosse a Research in Motion realizando uma campanha de crowdfunding para laçar uma versão alternativa ou atualizada de um dos seus smartphones BlackBerry do passado, a história aqui seria completamente diferente, e as chances de sucesso da campanha de financiamento coletivo eram enormes.

Porém, e a Unihertz que está arrecadando do dinheiro. Pode até ser preconceito da minha parte, mas não coloco minha grana suada em uma marca que nunca vi ou ouvi falar na vida. De qualquer forma, vale a pena ficar de olho para ver se o TiTAN Slim consegue alcançar a sua meta de financiamento.

De qualquer forma, fica o registro para despertar a nostalgia em alguns usuários mais velhos e saudosistas. E eu me incluo nessa perspectiva, pois sinto falta até hoje da era BlackBerry. Era um outro mundo de tecnologia que me agradava muito.

Bons tempos que não voltam mais…

Calma. Estou só zoando mesmo.


Compartilhe
@oEduardoMoreira