Início » Smartphones » Este pode ser o iPhone mais revolucionário da história?

Este pode ser o iPhone mais revolucionário da história?

Compartilhe

Fato: a Apple precisa mudar a cara do iPhone.

Também é fato: em algum momento no futuro, a Apple vai apostar nas telas flexíveis.

Mais um fato: alguns rumores indicam que a Apple está investindo recursos em pesquisa e desenvolvimento para entregar ao mundo no futuro um iPhone dobrável.

Então… como seria um iPhone dobrável? Mágico e revolucionário, como já estão dizendo?

Nem tanto, jovem…

 

 

 

Todo mundo vai surfar nessa onda

 

 

A Apple é espertinha.

Esperou os principais fabricantes de smartphones experimentarem os telefones dobráveis com telas flexíveis para então concluir que vale a pena investir no segmento. Então, ela lança o produto que se torna referência, toma o segmento de assalto, e deixa os executivos das demais marcas com cara de trouxa.

Tá, eu estou exagerando um pouco. Mas é só para deixar o texto mais engraçado e provocativo.

As imagens que você está vendo neste post são, obviamente, de renders sobre um possível iPhone dobrável. São fornecidas pelo site Let’s Go Digital.

E o iPhone dobrável que aparece no post pode não ser tão bonito quanto a sua imaginação criou, mas o principal motivo do post não é apenas mostrar o conceito do dispositivo, mas também refletir por alguns minutos sobre o que significa ter um smartphone como esse em nosso mundo.

 

 

 

Precisamos disso?

 

 

Você, que não vai ter a coragem de pagar R$ 25 mil nesse smartphone, pode não precisar de um iPhone dobrável. E por esse preço, nem eu preciso. Mas a Apple precisa. E não estou falando apenas da onda que a empresa vai querer surfar.

Mesmo que nenhum smartphone dobrável tenha conquistado o mercado até hoje (mesmo com as tentativas claras da Samsung e da Motorola), a Apple precisa marcar posição nesse segmento. Mesmo que seja apenas para dizer que tem o produto para quem quer comprar.

De fato, a maioria dos usuários não precisa de um iPhone dobrável (ou, nesse caso, flip). Será um produto com preço proibitivo. Por outro lado, é a gigante de Cupertino que está apostando em um segmento de mercado que ainda não vingou.

E se tem uma coisa que a Apple sabe fazer (e muito bem) é projetar segmentos de mercado que as demais marcas não conseguiram fazer dar certo.

iPod, iPad e Apple Watch são provas materiais do que eu estou falando.

Por isso, vale a pena esperar até 2022 ou 2023 para ver se as previsões dos especialistas em tecnologia se confirmam. Quem sabe o “One More Thing” do Tim Cook será um iPhone flip saindo do seu bolso…

…com algumas pessoas demonstrando surpresa, como se fosse um produto único, que jamais apareceu no mercado.

Entenderam?

 

 

 

Via Let’s Go Digital


Compartilhe